Cerca

Vatican News
Pastoral Penitenciária preocupada com a situação das pessoas que se encontram encarceradas nas cadeias moçambicanas Pastoral Penitenciária preocupada com a situação das pessoas que se encontram encarceradas nas cadeias moçambicanas 

Moçambique: Pastoral Penitenciária preocupada com a reclusão no país

A Pastoral Penitenciária, da Comissão de Justiça e Paz de Moçambique, mostra-se preocupada com a situação das pessoas que se encontram encarceradas nas cadeias moçambicanas.

Hermínio José - Maputo

A Pastoral Penitenciária, da Comissão de Justiça e Paz de Moçambique, mostra-se preocupada com a situação das pessoas que se encontram encarceradas nas cadeias moçambicanas. De acordo com Frei Dinis Adriano, a Pastoral Penitenciária interessa a igreja tanto quanto a sociedade em geral, sendo por isso importante reflectir sobre a vida levada nas penitenciárias do País.

Igreja é pela liberdade à luz de Cristo

 

O mercedário Dinis Mário Adriano afirma que a Pastoral Penitenciária pretende levar os homens e mulheres privados de liberdade à serenidade de Cristo ressuscitado, oferecer o caminho da reabilitação e reinserção social positiva dos encarcerados e prevenir a delinquência. Ainda de acordo com o Frei Dinis Adriano, todos homens e mulheres devem contribuir para a construção de uma sociedade serena e melhor.

Sistema penitenciário regista melhorias

 

Entretanto, o director do Departamento dos Direitos Humanos, no Ministério da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos, afirma que em Moçambique registam-se melhorias em relação aos direitos humanos nas penitenciárias.

Albashir Macassare disse ainda que as medidas e penas alternativas aprovadas no Código Penal estão a reduzir o congestionamento nas penitenciárias, o que constitui um bom sinal para o país.

Ouça a reportagem

 

13 fevereiro 2018, 10:47