Versão Beta

Cerca

VaticanNews
Dom António Augusto Azevedo, bispo auxiliar de Porto Dom António Augusto Azevedo, bispo auxiliar de Porto 

Portugal: Vida Consagrada tem de ser “verdadeiramente testemunhal"

É o desafio que o Presidente da Comissão Episcopal das Vocações e Ministérios lança em entrevista à VATICAN NEWS no contexto do Dia do Consagrado.

Domingos Pinto - Lisboa 

É o desafio que o Presidente da Comissão Episcopal das Vocações e Ministérios lança em entrevista à VATICAN NEWS no contexto do Dia do Consagrado.

Um dia que se assinala esta 6ª feira, 2 de fevereiro, integrado na Semana do Consagrado, este ano sob o lema “‘Fazei brilhar a sua luz’.

Para D. António Augusto Azevedo, os consagrados “são um sinal muito marcante de fé e de vivência do Evangelho”, e são “uma frente importante na missão da igreja”.

O Bispo auxiliar de Porto entrevistado pelo nosso correspondente Domingos Pinto, lembra o valioso contributo que os consagrados dão “nas igrejas locais, nas tarefas de evangelização, de formação, nas áreas da caridade”.

É neste contexto que D. António Augusto Azevedo sublinha que este Dia do Consagrado “é um apelo a que a vida consagrada hoje na Igreja seja uma vida verdadeiramente testemunhal, seja mais autenticamente evangélica”.

Num mundo com “uma cultura muito mais propensa a estilos de vida individualistas, autorreferenciais, fortemente consumistas”, diz o prelado, “a vida do consagrado requer hoje uma lógica muito mais profética”.

Na linha da mensagem que divulgou para assinalar o Dia do Consagrado, o prelado deixa ainda desafios como “a formação” e “a renovação de gerações”, e destaca o testemunho do Papa Francisco que “tem deixado notas importantes do rumo e do sentido que essa renovação deve ter”.

Ouça D. António Augusto Azevedo
02 fevereiro 2018, 11:25