Versão Beta

Cerca

VaticanNews
Religiosas filipinas Religiosas filipinas  (AFP or licensors)

Solenidade da Imaculada Conceição declarada festa nacional nas Filipinas

O presidente Rodrigo Duterte assinou a lei aprovada pelo Senado em 11 de dezembro que declara a data de 8 de dezembro como festa nacional. 80% da população do país é católica.

Cidade do Vaticano

Os católicos filipinos ficaram exultantes com a promulgação do decreto que reconhece 8 de dezembro, Solenidade da Imaculada Conceição, como festa nacional.

A fim de permitir que os católicos celebrem a data, o governo determinou o fechamento das escolas e repartições públicas na data.

O projeto de lei aprovado pela Câmara dos Representantes em 2 de maio passado e no Senado em 11 de dezembro, foi assinado pelo presidente Rodrigo Duterte, entrando em vigor 15 dias após a sua publicação no Diário Oficial.

Ramin F. Santiago, do Movimento “Casais para Cristo”, declarou à Agência Asianews que o gesto do presidente “é um justo reconhecimento à Bem-aventurada Virgem, nossa padroeira”.

Também Bambi Suguitan Lozano, liderança leiga da Paróquia de São Roque em Sampaloc (arquidiocese de Manila) declara estar feliz que o presidente tenha “considerado o amor que os filipinos têm por Nossa Senhora”.

“Esta decisão – afirma por sua vez Slym Vilegas, médico – devia ter sido tomada há muito tempo. Se celebramos a festa dos mortos e o dia dos heróis como festa nacional, por que não deveríamos fazer o mesmo com a Solenidade da Imaculada Conceição? É o nosso modo de agradecer e louvar a Nossa Senhora”.

As Filipinas, país com 80% de católicos, reconhecem a Imaculada Conceição como padroeira do país.

Já antes da aprovação da lei, quando 8 de dezembro não era um dia festivo, a Igreja convidava os fiéis a participarem das celebrações e todas as escolas do país eram convidadas a interromper as aulas.

Festa da Imaculada nas Filipinas
02 janeiro 2018, 13:18