Cerca

Vatican News
O seu sacrifício tornou-se um farol de luz para a multidão de missionários, diz Cardeal Amato O seu sacrifício tornou-se um farol de luz para a multidão de missionários, diz Cardeal Amato 

Clarissa Franciscana mártir será beatificada sábado na Índia

A defesa dos pobres e as ações concretas de caridade em favor do desfavorecidos, motivaram o assassinato violento da religiosa indiana Rani Maria Vattalil em 1995. Ela será beatificada no sábado, 4 de novembro

Vaticano

No sábado, 4 de novembro, terá lugar em Indore, Índia, a beatificação da Irmã Rani Maria Vattalil, das Irmãs Clarissas Franciscanas, assassinada em 1995.

O Prefeito da Congregação das Causas dos Santos, Cardeal Angelo Amato, falou à RV sobre as condições em que ocorreu o martírio da religiosa:

"Irmã Rani tinha fome e sede de justiça. Por isto foi morta, em 25 de fevereiro de 1995, enquanto viajava de ônibus para Bhopal. O assassino desferiu 54 golpes de faca em seu corpo. Foi um verdadeiro massacre. Enquanto era morta, a Irmã repetia o nome de Jesus".

RV: Qual foi o motivo desta agressão com tanto ódio?

"O motivo de tanta raiva homicida foi o fato de que a Irmã pregava o Evangelho da caridade e defendia os pobres da injustiça daqueles que, de modo fraudulento, se apropriavam de suas terras. Para opor-se a este abuso, Irmã Rani buscava evitar que os pequenos proprietários se suicidassem ou tivessem um triste destino de indigência, com concretas iniciativas de cooperativas e microcrédito".

RV: Como era vista esta sua obra de caráter social?

"A sua obra tinha a gratidão do povo, mas atraía a ira dos prepotentes".

RV: Que fim teve o seu assassino?

"Quase sinal evidente da eficácia apostólica do martírio da religiosa, o seu assassino expressou publicamente o seu arrependimento".

RV: Qual o significado do sacrifício de Irmã Rani?

"O martírio de Irmã Rani é uma bênção não somente para a Missão de Udainagar, mas para toda a Igreja Católica na Índia e para toda a Igreja. O seu sacrifício tornou-se um farol de luz para a multidão de missionários, que encontram nela inspiração e proteção para a sua difícil obra de bem. Desde sempre os martírios tornaram fértil a terra para a geração de novos cristãos. As Irmãs Franciscanas Clarissas estão particularmente orgulhosas de ter agora, além da proteção celeste de Santa Alfonsa Muttathupaddathu, também a da Beata Irmã Rani Maria Vattalil". 

Clarissa Franciscana mártir será beatificada na Índia
02 novembro 2017, 16:56