Busca

Vatican News
Fiéis devotos a Nossa Senhora no Santuário da Muxima, em Angola Fiéis devotos a Nossa Senhora no Santuário da Muxima, em Angola 

Angola. Bispos regulam a participação dos fiéis após confinamento por Covid-19

Com o “desconfinamento” em curso no país, a Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST) apresentou normas para participação dos fiéis no regresso das celebrações públicas, previsto para o próximo dia 24 de junho.

Anastácio Sasembele – Luanda, Angola

As Igrejas em Angola estão expectantes quanto ao retorno dos seus serviços à medida que as restrições em torno da Covid-19 são aliviadas, e a ideia é unânime de que nada será como antes, devido às imposições do novo Coronavírus.

Oiça aqui a reportagem e partilhe

Em véspera do regresso das missas e outras actividades pastorais com a participação limitada dos fiéis previsto para a próxima quarta-feira, 24 de junho, os Bispos da CEAST apresentaram nesta segunda-feira (22/06), em conferência de imprensa, as normas para participação nas celebrações.

“O número de missas vai obedecer determinados critérios que passam pela garantia de celebração com segurança, higienização antes e após a santa missa”, como fez saber o arcebispo de Luanda e Presidente da CEAST, D. Filomeno do Nascimento Vieira Dias.

Os Bispos deliberaram também que alguns serviços administrativos e pastorais podem ser abertos, mais concretamente os serviços de cartório, aconselhamento, as confissões e a celebração das exéquias na forma abreviada, tudo isso desde que se respeitem as disposições sócio sanitárias impostas pelas autoridades governamentais, enfatizou o Prelado.

D. Emílio Sumbelelo, Bispo de Viana, presente na conferência de imprensa, referiu que as Comissões de saúde e protocolo são chamadas a ter uma participação activa no cumprimento das normas de biossegurança.

“Estas e outras normas de culto público católico são aplicáveis a todo o território da CEAST, incluindo a diocese irmã de São Tomé”, concluiu D. Sumbelelo.  

Angola atingiu nesta segunda-feira (22/06) os 186 casos positivos do novo Coronavirus, 99 dos quais activos, 77 recuperados e 10 óbitos, sendo casos de contaminação local.

23 junho 2020, 12:07