Versão Beta

Cerca

Vatican News
Jovens manifestantes nas ruas Jovens manifestantes nas ruas  (ANSA)

Moçambique: Governo responde sobre situação no País

O Governo moçambicano foi ao Parlamento para responder às 15 perguntas formuladas pelas três bancadas parlamentares, nomeadamente a Frelimo, a Renamo e o Movimento Democrático de Moçambique, sobre a situação sócio-económica no País.

Hermínio José - Maputo

O Governo moçambicano, foi à Assembleia da República, para responder às 15 perguntas formuladas pelas três bancadas parlamentares, nomeadamente a Frelimo, partido no poder e maioritário, a Renamo e o Movimento Democrático de Moçambique, ambos da oposição no País.

No Parlamento, os ministros de diferentes áreas, foram chefiados pelo Primeiro-Ministro, Carlos Agostinho do Rosário. Segundo o governante, Moçambique está a registar um crescimento socioeconómico, embora existam ainda enormes desafios.

Acabar com roubo e desvio de medicamentos

No que tange a saúde, o executivo afirma estar a trabalhar com vista a colmatar ou reduzir os casos de desvio e roubo de medicamentos do Sistema Nacional de Saúde e aposta na humanização dos serviços deste sector.

Relativamente ao sector da Educação, o Primeiro-Ministro, disse que o Governo tem como prioridade a contratação de professores, construção de salas de aula e seu apetrechamento de mobiliário escolar, com vista a melhorar a qualidade de ensino em Moçambique.

As três bancadas divergem na apreciação das respostas do Governo

Entretanto, as três bancadas parlamentares divergem na apreciação das respostas dadas pelo Governo. Para o porta-voz da Renamo, o maior partido da oposição no País, o Governo está cada vez mais longe de suprir as necessidades do povo moçambicano. José Henrique Lopes sublinha que a justiça será feita durante as eleições que se avizinham no País.

Para o Porta-voz da Frelimo, Edmundo Galiza Matos Júnior, o Governo respondeu positivamente às questões formuladas pelos deputados, pese embora existam ainda desafios em vários sectores de actividade.

Por seu turno, o Movimento Democrático de Moçambique MDM, afirma que o Governo foi infeliz nas suas respostas. Fernando Bismarques, porta-voz da MDM, acrescenta que Moçambique tem um Governo incapaz de responder aos anseios do povo.

Oiça aqui a reportagem:

 

23 maio 2018, 18:19