Vatican News

Papa no Capitólio de Roma: encontro com funcionários e cidadãos

Durante a visita ao Capitólio, na manhã desta terça-feira, 26 de março o Papa disse aos cidadãos presentes na Praça: “Respeitem-se mutuamente para encarnar os melhores valores desta cidade”. Depois encontrou os funcionários da prefeitura e seus familiares, para uma breve saudação

Jane Nogara - Cidade do Vaticano

Na manhã desta terça-feira (26/03), o Papa Francisco fez uma visita ao Capitólio, sede da prefeitura de Roma. A visita foi articulada em 3 momentos: o primeiro com a prefeita Sra. Virginia Raggi e a Câmara Municipal; o segundo, uma saudação da sacada do Palácio administrativo aos cidadãos presentes em frente à Prefeitura, e por fim, o encontro com os funcionários e seus familiares na Sala da Promoteca, onde se encontra uma grande coleção de bustos e estátuas de mármore da época romana.

Aos cidadãos

Ao falar aos cidadãos presentes na praça do Capitólio, a sede da administração, o Papa saudou a todos recordando que a Igreja de Roma “preside a caridade” e que é tarefa do Bispo de Roma e dos cristãos romanos “agir concretamente para manter o rosto desta Igreja sempre luminoso”.

Ouça e compartilhe

Em seguida recordou:

“ No coração do Papa encontram lugar também os que não compartilham a nossa fé: para todos garanto a minha proximidade espiritual e o meu encorajamento para serem todos os dias artesão de fraternidade e de solidariedade ”

Por fim, fez um pedido aos romanos “segundo a capacidade de cada um, tomem conta um do outro, fiquem próximos uns dos outros, respeitem-se mutuamente”, para encarnar os melhores valores desta cidade: “uma comunidade unida, que vive em harmonia, que age não somente pela justiça, mas com espírito de justiça”.

Aos funcionários e familiares

Logo depois o Papa seguiu para a Sala da Promoteca, dentro do Capitólio romano para encontrar os funcionários e seus familiares e concluir a visita.

Depois de recordar aos presentes que o trabalho exercido por eles é “um incessante esforço para cumprir as legítimas exigências das famílias romanas que por muitos aspectos dependem da sua solicitude”, pede para que estes se conscientizem desta “grande responsabilidade”.

O Papa conclui:

“ O trabalho silencioso e fiel que vocês fazem contribui não apenas para melhorar a cidade, mas tem um grande significado pessoal para cada um, porque o modo como trabalhamos exprime a nossa dignidade e o tipo de pessoa que somos ”

 

26 março 2019, 09:51