Vatican News
O Congresso Eucarístico Internacional se realizará no Equador em 2024 O Congresso Eucarístico Internacional se realizará no Equador em 2024 

Alegria dos bispos equatorianos pelo Congresso Eucarístico Internacional em seu país

Em 2024, a Igreja equatoriana será responsável pela preparação pastoral do Congresso Eucarístico Internacional "através de Congressos Eucarísticos nacionais e diocesanos, e por meio de outras iniciativas nas paróquias e movimentos apostólicos".

Vatican News

Grande alegria dos bispos do Equador ao receberem a notícia de que o Papa Francisco escolheu Quito como sede do 53º Congresso Eucarístico Internacional em 2024. "Uma escolha feita sob proposta e iniciativa do Episcopado", lê-se no comunicado da Conferência Episcopal do Equador, divulgado na última segunda-feira pela internet.

Ouça e compartilhe

Os prelados deram "graças a Deus por esta escolha, que nasce do amor que o Papa Francisco tem pelo Equador, primeiro país latino-americano que ele decidiu visitar em 2015". Os bispos acrescentam que o Congresso, pela primeira vez realizado no Equador, será uma ocasião para celebrar os 150 anos da Consagração do país ao Sagrado Coração de Jesus. Uma consagração "que faz parte da herança espiritual intangível de nossa identidade como equatorianos", ressaltam os prelados.

Os bispos esperam que estes eventos sejam "uma oportunidade para poder, mais uma vez, voltar o nosso olhar para o Coração de Jesus e nos encontrarmos Nele como irmãos e irmãs além de todas as diferenças". Eles também rezam para que se possa "construir um projeto inclusivo de uma nação baseada na liberdade, justiça, solidariedade e igualdade, onde o ser humano esteja sempre no centro de nossas preocupações, decisões e ações".

Em 2024, a Igreja equatoriana será responsável pela preparação pastoral do Congresso Eucarístico Internacional "através de Congressos Eucarísticos nacionais e diocesanos, e por meio de outras iniciativas nas paróquias e movimentos apostólicos".

O Congresso Eucarístico, nascido na França em meados do século XIX, e inspirado "pela fé viva na presença real da pessoa de Jesus Cristo no sacramento da Eucaristia", "normalmente dura uma semana e culmina na 'Statica Orbis' que é a celebração eucarística presidida pelo Papa ou seu Legado como expressão visível da comunhão da Igreja em todo o mundo", explicam os bispos.

"Convidamos de agora em diante todos os fiéis católicos, todos os equatorianos de boa vontade e autoridades civis a unirem nossas forças, nossa criatividade e nossos recursos para que este evento seja um reflexo do melhor de nós mesmos", conclui a Conferência Episcopal Equatoriana.

Vatican News Service - AP/MJ

23 março 2021, 13:24