Vatican News
Protestos paralisaram o Haiti por dez dias, com inúmeras vítimas Protestos paralisaram o Haiti por dez dias, com inúmeras vítimas  (ANSA)

Haiti: a situação está nas mãos de Deus, afirma religiosa brasileira

Irmã Ideneide do Rego integra o projeto intercongregacional brasileiro que atua no Haiti. Em relato ao Vatican News, ela conta como viveram os protestos que paralisaram o país, sem poder sair de casa.

Bianca Fraccalvieri – Cidade do Vaticano

“Seria um contratestemunho da nossa parte de a gente sair e deixar o povo nesta situação. Graças às orações de muita gente, continuamos colocando o Haiti no coração de Deus para que Ele, de fato, possa ter misericórdia.”

Este é o relato da Irmã Ideneide do Rego. Carmelita da Divina Providência, ela integra o projeto intercongregacional brasileiro que atua no Haiti.

Durante os protestos que paralisaram o país por dez dias, Ir. Neide, como é conhecida, conta que era impossível sair de casa e que em momento algum a comunidade das religiosas brasileiras cogitou a possibilidade de abandonar o Haiti.

Todavia, quem mais sofreu foi a própria população, que manifestou contra a corrupção e a situação econômica, pedindo a renúncia do presidente Jovenel Moïse.

Ouça o relato da Ir. Neide

 

04 março 2019, 10:06