Busca

Vatican News
Dom Aldo Giordano Dom Aldo Giordano  (AFP or licensors)

Aldo Giordano é o novo núncio junto à União Europeia

O Papa nomeou o arcebispo italiano na véspera do Dia da Europa. Desde 2013 era núncio na Venezuela, mas no passado foi secretário-geral do Conselho das Conferências Episcopais Europeias e observador permanente da Santa Sé junto ao Conselho da Europa.

Silvonei José – Vatican News

O Papa Francisco nomeou como núncio apostólico junto à União Européia dom Aldo Giordano, de 66 anos, italiano, arcebispo titular de Tamada, até agora núncio na Venezuela. Ele sucede a dom Alain Paul Lebeaupin, que concluiu sua missão em novembro do ano passado. O novo cargo chega às vésperas do Dia da Europa, celebrado neste domingo 9 de maio.

Dom Aldo Giordano nasceu em 20 de agosto de 1954 em Cuneo. Ordenado sacerdote em 1979, obteve o bacharelado na Faculdade Teológica da Itália Setentrional de Milão e a Licenciatura em Filosofia na Pontifícia Universidade Gregoriana. Na sua pesquisa de doutorado se dedicou ao pensamento de Nietzsche. Durante o período de seus estudos em Roma, colaborou como vice-pároco na Paróquia do Santíssimo Sacramento, na Prenestina.

De 1982 a 1996 ele foi professor de filosofia no Estudo Teológico Interdiocesano e na Escola Superior de Ciências Religiosas de Fossano (Cuneo). Em nível diocesano, ensinou durante alguns anos história da filosofia na escola secundária clássica do seminário, realizou cursos de ética na escola de teologia para leigos, colaborou como vice-pároco na paróquia de S. Pio X em Cuneo e acompanhou a pastoral diocesana nas áreas da política, economia, medicina e cultura. Suas pesquisas e publicações são dedicadas em particular à filosofia contemporânea, à ética e ao tema do cristianismo e da Europa.

Em 15 de maio de 1995 foi eleito Secretário Geral do Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE) transferindo-se para a sede da secretaria em St. Gallen (Suíça). Ele exerceu este cargo a serviço da comunhão e em colaboração com os Bispos europeus durante 13 anos. Ele foi nomeado capelão de Sua Santidade em 2002 e prelado de Sua Santidade em 2006. Em 2008 foi nomeado observador permanente da Santa Sé junto ao Conselho da Europa em Estrasburgo e em 2013 núncio na Venezuela, ano em que foi consagrado bispo. Em setembro de 2013 publicou o livro: Outra Europa é Possível, Ideais cristãos e perspectivas para o Velho Continente, no qual recolheu as experiências e reflexões de quase 20 anos de serviço à Igreja na Europa.

Ele é fluente em francês, inglês, alemão e espanhol.

08 maio 2021, 12:36