Busca

Vatican News
Irmã pinta crucifixo na entrada do Convento das Irmãs Dominicanas de Maria Imaculada na cidade de Qaraqosh, Planície de Nínive Irmã pinta crucifixo na entrada do Convento das Irmãs Dominicanas de Maria Imaculada na cidade de Qaraqosh, Planície de Nínive  (AFP or licensors)

A história da presença cristã no Iraque na ótica do cardeal Filoni

“A Igreja no Iraque” é um livro de grande atualidade, nascido para dar um testemunho profundo da fé que anima a comunidade cristã local, mesmo em meio às perseguições.

Vatican News

A história mais completa sobre a presença dos cristãos no Iraque está contida no livro "La Chiesa in Iraq. Storia, sviluppo e missione, dagli inizi ai nostri giorni" (“A Igreja no Iraque. História, desenvolvimento e missão, desde os primórdios até aos dias de hoje”, em tradução livre), de autoria do cardeal Fernando Filoni, Grão-Mestre da Ordem Equestre do Santo Sepulcro de Jerusalém.

Publicado em 2016 pela Livraria Editora Vaticana (LEV), o texto oferece informações fundamentais sobre o nascimento, a evolução e o desenvolvimento da comunidade cristã na Mesopotâmia - hoje Iraque – a começar pelo início do anúncio do Evangelho até hoje.

O livro de 256 páginas, escrito também graças ao serviço diplomático de seu autor - por cinco anos Núncio Apostólico na Jordânia e no Iraque (de 2001 a 2006) não é - como o cardeal mesmo define na Introdução - "uma ociosa extravagância cultural, mas uma abordagem que faz-nos compreender as razões e os acontecimentos dramáticos daquela região e valorizar a vida, a cultura, o testemunho de fé e as razões do apego dos cristãos à sua terra, mas também o ódio dos seus inimigos”(p. 9).

Capa do livro do cardeal fernando Filoni publicado pela LEV
Capa do livro do cardeal fernando Filoni publicado pela LEV

“A Igreja no Iraque” é ainda hoje um texto de grande atualidade, nascido quer para dar um testemunho profundo da fé que anima - e tem animado - a comunidade cristã (até mesmo nas recentes perseguições), como para lembrar a coragem de mulheres e homens, cristãos ou não, que “com sacrifício e amor tornam menos pesados seus medos e preocupações” (p. 11), confiando-se à esperança.

Fé e esperança fazem parte dos sentimentos que animam a Viagem Apostólica do Papa Francisco ao Iraque que, com o lema do Evangelho de Mateus "Sois todos irmãos", espera que possam crescer no Oriente Médio e em todo o mundo a paz e a fraternidade humana entre homens e mulheres de todas as crenças e culturas.

03 março 2021, 14:07