Vatican News

A serviço da cultura e do saber

Os dicastérios da Santa Sé contados de dentro: história, objetivos e "balanço de missão", como funcionam as estruturas que apoiam o ministério do Papa. A Biblioteca Apostólica Vaticana na entrevista com o prefeito, Dom Cesare Pasini

Benedetta Capelli – Vatican News

Projetada no futuro com a mesma missão de sempre: colocar à disposição dos estudiosos todo o seu acervo. A Biblioteca Apostólica do Vaticano está seguindo este caminho graças a uma estrutura que lhe permite salvaguardar, cuidar e restaurar, se necessário, um vasto patrimônio de livros, gravuras e desenhos, moedas e medalhas. Um patrimônio tutelado em todos os aspectos, incluindo a climatização das salas ou a produção de imagens de alta qualidade que são transferidas para o próprio site. Dom Cesare Pasini, Prefeito da Biblioteca do Vaticano explica: "Já conseguimos colocar online 20% de todos os manuscritos, cerca de 80.000". O trabalho, ou melhor, o empreendimento, será completado nos próximos trinta anos.

O cuidado e a salvaguarda do patrimônio da Biblioteca do Vaticano exigem sensibilidade histórica e uma paixão pela pesquisa, mas também habilidades técnicas particulares. Que tipo de trabalho é necessário e que profissionais são empregados?

Na Biblioteca temos funcionários com uma ampla variedade de habilidades. Os Scriptores e todos os funcionários envolvidos na pesquisa científica são dedicados ao estudo de manuscritos e documentação de arquivo, à sua identificação e catalogação; outros são especializados no estudo, catalogação e aquisição de livros impressos, gravuras e desenhos, moedas e medalhas: portanto, são necessárias habilidades específicas para cada uma dessas áreas e também pelas línguas e culturas que nos transmitiram. Outros são responsáveis pelo Laboratório de Restauração e se dedicam à conservação adequada dos materiais e sua restauração, quando necessário, enquanto os do Laboratório Fotográfico cuidam das reproduções fotográficas digitais: ambos os laboratórios exigem habilidades específicas que estão sendo constantemente atualizadas. Atualmente a Biblioteca conta com uma extensa estrutura virtual, informática, quase uma segunda biblioteca virtual ao lado da biblioteca física: é necessário fornecer muitos serviços online, através do site da biblioteca e de contatos informáticos, em particular dando acesso a imagens digitais de manuscritos e outros materiais. Portanto, é necessário ter um Centro de Coordenação para estes serviços e um Centro de Processamento de Dados, com pessoal altamente especializado e continuamente atualizado. Obviamente, uma estrutura articulada como essa requer competências administrativas adequadas dentro de sua própria esfera, realizada em particular pelo setor administrativo e toda uma série de serviços: secretarias, escritórios de Promoção e Desenvolvimento, para a admissão de estudiosos, para as exposições às quais a Biblioteca empresta suas obras. Enquanto que aos diretores e professores da Escola de Biblioteconomia são exigidas outras especializações, a Escola está ligada à Biblioteca e organiza cursos de pós-graduação de dois anos para bibliotecários.

Monsenhor Cesare Pasini, prefeito da Biblioteca Apostólica Vaticana
Monsenhor Cesare Pasini, prefeito da Biblioteca Apostólica Vaticana

Quais despesas estão envolvidas no cuidado de uma coleção tão vasta e valiosa? E como os custos materiais correspondem aos objetivos da missão confiada à Biblioteca?

A missão da Biblioteca consiste em disponibilizar seus materiais aos estudiosos e a todos: portanto, estão ligados a esta missão as despesas para o funcionamento da biblioteca à disposição de todos os que a frequentam e as despesas para tornar a biblioteca virtual acessível e atualizada assim como aberta a todos na web. Além disso, para a conservação adequada dos materiais, é necessária uma climatização específica das salas e um trabalho cuidadoso e contínuo de prevenção e conservação, com os custos correspondentes. Por fim, o estudo e a catalogação e toda a organização da Biblioteca a serviço da missão, implicam nos custos ordinários da Instituição.

A revolução tecnológica está tendo um efeito profundo também na forma como a palavra escrita é lida e divulgada, a ponto de pôr em questão o próprio futuro do "formato livro". Que consequências isso tem sobre a estrutura e as atividades da Biblioteca?

Uma Biblioteca como a do Vaticano, que é histórica e moderna ao mesmo tempo, preserva e valoriza todos os bens que lhe foram confiados ao longo dos séculos: os livros e tudo mais são preservados e utilizados, estudados e investigados. Além disso, hoje a Biblioteca do Vaticano está projetada para utilizar todas as novas ferramentas que promovem o conhecimento e a comunicação desses mesmos materiais: o site, os canais de informação e contato, a digitalização. O desafio contínuo para a Biblioteca é como "servir" melhor os estudiosos e todas as partes interessadas, como servir e comunicar e divulgar a cultura. As novas ferramentas não são um afastamento do passado, mas uma nova forma de expressar e melhorar a missão e o serviço da Biblioteca.

Ainda sobre o tema da relação entre tradição e novas tecnologias, em que ponto se encontra o trabalho de digitalização do material da biblioteca e como ele será colocado à disposição da comunidade de estudiosos?

O processo de digitalização torna disponíveis reproduções de manuscritos, gravuras e desenhos, moedas e medalhas. Seguindo a tradição da Biblioteca, que acolhe gratuitamente os estudiosos, num esforço para fornecer-lhes o melhor serviço possível, estas imagens também são colocadas online, à medida que são produzidas, com acesso livre a todos. A digitalização dos manuscritos, que são a principal tipologia de livros submetidos à digitalização devido à singularidade de cada um, foi iniciada em 2012, após uma preparação cuidadosa que durou cerca de dois anos. Atualmente, a Biblioteca do Vaticano reproduziu e colocou online cerca de 20% de todos os seus manuscritos, que totalizam cerca de 80.000. O trabalho deve ser muito preciso, a fim de não danificar os originais e para produzir imagens de alta qualidade (um trabalho que não deve ser repetido novamente ao longo dos anos) e para facilitar sua visualização correta e ágil no site da Biblioteca. Com a ajuda de benfeitores, que compreenderam o profundo valor deste empreendimento, pudemos prosseguir com um ritmo significativo: imaginamos que seremos capazes de concluir o projeto nos próximos trinta anos. 

22 março 2021, 15:00