Busca

Vatican News
Um dos estúdios da Rádio Vaticano Um dos estúdios da Rádio Vaticano 

Ruffini e a Rádio Vaticano: a suave força da palavra falada e ouvida

Para o 90º aniversário da Rádio Vaticano, Paolo Ruffini, Prefeito do Dicastério para a Comunicação lembra a originalidade e a identidade da "voz do Papa para o mundo". Um caminho de quase um século, integrado com outras emissoras internacionais e olhando para o futuro como explica Giacomo Ghisani, Representante Legal da Rádio Vaticano e membro do Conselho Executivo da União Europeia de Radiodifusão

Michele Raviart – Vatican News

É a "suave força da palavra falada e ouvida" que dá à Rádio Vaticano, 90 anos após sua fundação, "a perspectiva de um futuro missionário". Isto foi lembrado em um comunicado por ocasião do aniversário da emissora "voz do Papa para o mundo inteiro" do Prefeito do Dicastério para as Comunicações, Paolo Ruffini. A beleza do rádio é "que entra profundamente dentro de nós, ouvimos a voz. Concentramo-nos na voz. O rádio não tem pressa. Pede atenção”.

A serviço da Igreja, do Papa e do homem

E após quase um século, a emissora fundada por Pio XI, projetada e construída por Guilherme Marconi, permanece "lançada para o futuro", "preservando sua originalidade e identidade". Em seu DNA, explica Paolo Ruffini, há "o serviço à Igreja, ao Papa e ao homem onde quer que ele esteja, seja qual for a religião ou cultura a que pertença" e o sentido de "uma história que atravessou praticamente todo o século XX, que resistiu ao fascismo e ao comunismo, que superou a Segunda Guerra Mundial e a Guerra Fria". É a "raiz forte" na qual "cresce a árvore do Vatican News, o portal que conta as histórias da Igreja e do magistério do Papa em 43 línguas, e que em 2020 teve 250 milhões de páginas lidas em todo o mundo".

A colaboração com outras rádios do mundo

A Rádio Vaticano também está totalmente integrada dentro da comunidade internacional de emissoras de serviço público, em particular a União Europeia de Radiodifusão, da qual é membro fundador, e a União Africana de Radiodifusão", explica Giacomo Ghisani, Representante Legal da Rádio Vaticano e membro do Conselho Executivo da União Europeia de Radiodifusão. Uma participação nestas comunidades internacionais de radiodifusão, "que faz parte da missão da Rádio do Papa que, em seu serviço de apoio ao Ministério petrino e de conexão entre o centro da catolicidade e os diferentes países do mundo, interage, colabora, compartilha e se confronta com as emissoras dos outros países sobre os principais assuntos e sobre os valores que inspiram suas atividades, em vista de uma informação correta a serviço do bem comum". "Esta vasta rede de relações também se expressa através das parcerias que a Rádio Vaticano mantém com as muitas estações de rádio, católicas e não-católicas, regionais e locais, bem como websites que retransmitem os programas linguísticos da emissora, permitindo assim atingir as realidades mais remotas com maior eficácia", enfatizou Ghisani.

Web Rádio a partir de 12 de fevereiro

E é precisamente a união entre a web e o rádio o próximo passo em direção ao futuro. A partir de 12 de fevereiro, de fato, a aventura da Web Rádio (https://www.vaticannews.va/pt/epg.html) terá início. A estreia será em italiano, francês, inglês, espanhol, português, alemão e armênio. Ao longo deste ano, serão criados quase 30 programas ao vivo correspondentes ao mesmo número de idiomas, que podem ser ouvidos tanto no site da rádio como através do atual aplicativo da Rádio Vaticano. Um tipo de uso que, explica o prefeito Ruffini, "permitirá que qualquer pessoa no mundo, a partir de seu smartphone ou computador, ouça a Rádio Vaticano em sua própria língua". Cada idioma é uma rádio, um horário, um vínculo que se fortalece com os ouvintes". A Rádio Vaticano, lembramos, hoje transmite via satélite, DAB+, digital terrestre, internet e, é claro, ondas hertzianas. Não podemos esquecer que a onda curta, em particular, representa o que o Papa Francisco pede fortemente: alcançar as periferias do mundo.

09 fevereiro 2021, 16:04