Busca

Vatican News
O professor Roberto Bernabei é o novo médico pessoal do Papa Francisco O professor Roberto Bernabei é o novo médico pessoal do Papa Francisco 

Papa Francisco tem novo médico pessoal

O professor Roberto Bernabei, da Universidade Católica de Roma, especializado em Medicina Interna e com vasta experiência no campo das Ciências do Envelhecimento, foi nomeado nesta quarta-feira (24) como o novo médico pessoal do Pontífice. Ele assume o lugar de Fabrizio Soccorsi, falecido em janeiro deste ano, que acompanhava e tratava o Papa Francisco desde 2015.

Andressa Collet – Vatican News

Ouça a reportagem e compartilhe

O Papa Francisco nomeou nesta quarta-feira (24) o seu novo médico pessoal. Trata-se do professor Roberto Bernabei, da Universidade Católica de Roma, que assume o lugar de Fabrizio Soccorsi, falecido em janeiro deste ano, que acompanhava e tratava o Papa Francisco desde 2015.

A nomeação do especialista em envelhecimento

Roberto Bernabei é professor de Medicina Interna e Geriatria na Universidade Católica do Sagrado Coração de Roma. Natural de Florença, nasceu em 24 de janeiro de 1952. Depois de se formar em Medicina e Cirurgia pela Universidade Católica do Sagrado Coração de Roma, em 1976, fez especialização em Medicina Interna e em Doenças Cardiovasculares.

É professor titular de Medicina Interna e Geriatria, e também diretor da Escola de Especialização em Geriatria da mesma Universidade Católica do Sagrado Coração de Roma. Além dessas funções, ainda é diretor do Departamento de Ciências do Envelhecimento, Neurológicas, Ortopédicas e da Cabeça e Pescoço da Fundação Policlínica Universitária Agostino Gemelli (IRCCS), em Roma.

Entre outros cargos, Roberto Bernabei também foi presidente da Sociedade Italiana de Gerontologia e Geriatria, e membro da Academia Europeia de Medicina do Envelhecimento. O professor italiano publicou vários artigos e contribuições científicas.

A despedida do Dr. Soccorsi

O professor Roberto Bernabei substitui o colega Fabrizio Soccorsi, de 78 anos, falecido em 9 de janeiro deste ano. O médico romano sofria de câncer e faleceu por complicações da Covid-19. No dia 26 de janeiro, o Papa Francisco chegou a participar do funeral na Igreja de Maria Rainha da Família, no prédio do Governatorato, no Vaticano. A cerimônia de despedida foi celebrada pelo secretário de Estado, o cardeal Pietro Parolin.

24 fevereiro 2021, 12:00