Busca

Vatican News
O suplemento dominical acompanhou a edição do jornal vaticano até 2007 O suplemento dominical acompanhou a edição do jornal vaticano até 2007 

L’Osservatore Romano: edições históricas das revistas de domingo agora estão on-line

A coleção completa dos suplementos de domingo percorrem mais de 70 anos de história da Igreja e do mundo, através de 60 mil páginas cuidadosamente digitalizadas e indexadas para serem disponibilizadas on-line e gratuitamente a partir desta quarta-feira, 4 de novembro. O acesso a todo esse patrimônio da revista semanal do jornal vaticano L’Osservatore Romano se deve aos filhos de Enrico Zuppi, diretor do suplemento entre 1947 e 1979.

Andressa Collet - Vatican News

Ouça a reportagem e compartilhe

A partir desta quarta-feira (4), a coleção completa dos suplementos publicados de domingo no jornal vaticano, intitulada “L'Osservatore della Domenica”, estará disponível gratuitamente e em formato on-line para ser livremente consultada. A revista nasceu em 1934 e até 2007 acompanhou semanalmente a edição diária do L'Osservatore Romano de domingo. A notícia foi divulgada nesta terça-feira (3) pela Sala de Imprensa da Santa Sé.

Para ter acesso ao material, basta se conectar ao site do jornal, no www.osservatoreromano.va. Na seção "arquivo" o leitor vai poder percorrer mais de 70 anos de história da Igreja e do mundo, contados através de mais de 60 mil páginas cuidadosamente digitalizadas e indexadas.

A criação da revista

"O jovem iniciante" do L'Osservatore Romano, como o Papa Pio XI o chamou, nasceu por iniciativa de Mario Baldelli, na época, chefe do escritório administrativo do jornal com o aval do diretor Giuseppe Dalla Torre. O objetivo - não explícito, mas evidente desde os primeiros números – era de apoiar o jornal com uma "voz" menos vinculada ao caráter oficial e, portanto, mais livre do domínio da censura do regime fascista.

Após a guerra, Enrico Zuppi foi encarregado de conduzir a revista semanal, que a transformou em um suplemento animado e refinado, modernizando a diagramação, valorizando as imagens fotográficas e expandindo o conteúdo. Sob a sua direção (1947-1979), o jornal se tornou um lugar de encontro cultural de alto nível, com a contribuição de colaboradores ilustres - e não apenas do jornalismo católico, e um instrumento eficaz para a divulgação dos grandes temas debatidos dentro da Igreja e da sociedade.

Um patrimônio de mais de 70 anos na web

Agora, graças à generosidade dos filhos de Enrico Zuppi, este enorme patrimônio chega até a rede e se torna acessível a todos. A realização desse objetivo, proposto no início do ano 2000, exigiu muitos anos de trabalho por parte dos funcionários do departamento de arquivo do jornal e das empresas externas que cuidaram da digitalização e indexação de todas as edições da revista (Bucap, spa) e o desenvolvimento de um motor de busca (Tau, srl). Graças à infrestrutura disponibilizada pelo Dicastério para a Comunicação do Vaticano, a direção de tecnologia desenvolveu um projeto para importar a grande quantidade de dados através da plataforma de gerenciamento de conteúdo e a publicação na internet.

03 novembro 2020, 16:56