Busca

Vatican News
Desenvolvimento sustentável Desenvolvimento sustentável  (ANSA)

Cinco anos após a Laudato si': investimentos éticos para um mundo sustentável

Na terça-feira 13 de outubro às 11 horas (horário europeu), na Sala Marconi da Rádio Vaticano, será realizada a conferência "Cinco anos após a Laudato si', investimentos éticos para um mundo sustentável", organizada pelo divisional manager do Banco Südtirol em colaboração com os meios de comunicação do Vaticano

Vatican News

É possível repensar nosso sistema econômico e financeiro a fim de colocar no centro o homem e não o dinheiro? O que a crise dos últimos anos nos ensinou? A referência à ética e à sustentabilidade nas finanças é apenas o slogan de um marketing eficaz ou um elemento concreto de mudança? Como e quanto as empresas e os agentes financeiros levam em conta o número crescente de cidadãos que decidem "votar" com seu título, escolhendo quem está realmente comprometido com a construção de um sistema sustentável, que respeite o meio ambiente e uma economia social?

Ouça e compartilhe!

Cinco anos depois da Laudato si’

"Cinco anos após a Laudato si', investimentos éticos para um mundo sustentável", é o tema da conferência a ser realizada na terça-feira 13 de outubro às 11h, na Sala Marconi da Rádio Vaticano, com a participação do Cardeal Gianfranco Ravasi (Presidente do Pontifício Conselho para a Cultura), do Padre Augusto Zampini (Secretário Adjunto do Dicastério para o Desenvolvimento Humano Integral), e de representantes do mundo das finanças. A conferência é organizada pelo divisional manager do Banco Südtirol, Alfonso Meomartini, em cooperação com os meios de comunicação do Vaticano. Vatican News, o portal de informações multilíngües, é parceiro da iniciativa.

Urgente a sua aplicação

Alfonso Meomartini explica: "O que nos animou foi a extraordinária atualidade da encíclica papal dedicada à custódia da criação, que cinco anos após sua publicação, nos parece cada vez mais urgente que seja aplicada para construir um futuro melhor para nossos filhos, e um sistema econômico-financeiro sustentável". “Há uma mentalidade que está mudando, principalmente nos jovens - acrescenta o manager do Banco Südtirol - que esperam de nós respostas e compromissos concretos. Portanto, é significativo discutir isso no Vaticano, fazer um balanço do caminho percorrido por nós financeiros e também receber contribuições dos que sabem como olhar mais além do que nós”.

Submissão da política à tecnologia e finanças

Na encíclica Laudato si’, observou o diretor editorial do Dicastério para as Comunicações da Santa Sé, Andrea Tornielli "a submissão da política à tecnologia e às finanças é demonstrada no fracasso das Cúpulas Mundiais sobre o Meio Ambiente. Há demasiados interesses particulares e muito facilmente o interesse econômico vem a prevalecer sobre o bem comum e manipular as informações para não ver seus projetos afetados". É "importante ler a encíclica para perceber como pouco se aprendeu com a crise financeira global de 2007-2008, que poderia ser uma oportunidade para desenvolver uma nova economia mais atenta aos princípios éticos e uma nova regulamentação da atividade financeira especulativa e da riqueza virtual".

A dignidade humana de volta ao centro

No texto da Laudato si’, acrescenta Tornielli, observa-se que "o discurso do crescimento sustentável muitas vezes se torna um desvio e um meio de justificação que absorve valores do discurso ecológico dentro da lógica das finanças e da tecnocracia". Portanto, a responsabilidade social e ambiental das empresas corre o risco de ser reduzida a apenas uma série de ações de marketing e imagem. Por esta razão é útil discutir estas questões a partir do texto da encíclica".  "O Papa Francisco foi perspicaz - conclui Tornielli - e mesmo em sua nova encíclica social, Fratelli tutti, ele retoma estes temas, lembrando-nos como a fragilidade dos sistemas mundiais diante da pandemia mostrou que nem tudo pode ser resolvido com a liberdade do mercado e que, além de reabilitar uma política não sujeita aos ditames das finanças, devemos colocar a dignidade humana de volta ao centro".

A conferência, que será realizada na Sala Marconi da Rádio Vaticano será transmitida em streaming no YouTube, e contará com a presença de especialistas em finanças da AISM Luxembourg, Natixis, Pramerica, J. Lamarck.

O evento será transmitido ao vivo neste endereço link

 

 

08 outubro 2020, 11:29