Busca

Vatican News

Catholic Mission: "A pandemia não nos faça esquecer os mais pobres"

A Catholic Mission, direção australiana das Pontifícias Obras Missionárias, pede para não abandonar quem já partia de uma situação de dificuldade: “Enquanto enfrentamos os desafios lançados pelo coronavírus aqui na Austrália, não podemos esquecer que as condições das comunidades já vulneráveis, no mundo inteiro, piorarão ulteriormente. Também neste tempo de provação devemos sentir-nos prontos para responder ao chamado de amor a Deus e ao próximo”

Cidade do Vaticano

Ouça e compartilhe

“No mundo inteiro, centenas de missões sofreram uma paralisação por causa da Covid-19: muitos missionários foram obrigados a reduzir seu raio de ação ou a parar totalmente. Sacerdotes, irmãs e agentes pastorais estão fazendo o possível para assegurar o melhor auxílio prático e pastoral aos necessitados, apesar da crise sanitária, mas muitas vezes se trata de obras de caridade que se sustentam com doações. Por isso, é importante que, mesmo durante esse difícil período, cada um de nós possa continuar ajudando quem mais precisa.” Esse é o apelo lançado pela Catholic Mission (Missão Católica) da Austrália, que é a direção nacional das Pontifícias Obras Missionárias da Austrália.

Continuar ajudando com doações à distância

Entre as atividades suspensas, afirma a Catholic Mission em nota enviada à agência missionária Fides, encontra-se a Casa para Crianças Jardim do Éden, na cidade indiana de Khuzuma, no estado de Nagaland: “A casa acolhe 250 crianças provenientes de situações de dificuldades, às quais se oferece acolhimento, instrução e acompanhamento espiritual. No momento, grande parte das crianças residentes foi mandada para a casa por conta da determinação do isolamento social. Mas muitas delas não têm uma família à qual retornar: eis o motivo porque é importante continuar ajudando a Casa “Jardim do Éden” com doações à distância.

Responder ao chamado de amor a Deus e ao próximo

O pedido da Catholic Mission é para não abandonar quem já partia de uma situação de dificuldade: “Enquanto enfrentamos os desafios lançados pelo coronavírus aqui na Austrália, não podemos esquecer que as condições das comunidades já vulneráveis, no mundo inteiro, piorarão ulteriormente. Também neste tempo de provação devemos sentir-nos prontos para responder ao chamado de amor a Deus e ao próximo”.

Iniciativas missionárias em 1.100 dioceses de 160 países

A Catholic Mission mantém iniciativas missionárias em 1.100 dioceses de mais de 160 países, entre os quais Índia, Sri Lanka, Mianmar e República de Gana, sustentando atividades dos católicos locais: efetivamente, são estes últimos que identificam as necessidades de base das populações destinatárias das ações caritativas, a fim de que sejam oferecidas oportunidades reais de crescimento, independentemente de etnia, religião, gênero, cultura e status social.

(Fides)

23 abril 2020, 11:51