Busca

Vatican News

Temos que agradecer o Papa que temos, afirma Card. Braz de Aviz

"A força que ele tem seguramente vem de Deus. Ele assume um compromisso atrás do outro, a gente fica ‘bobo de ver’. Isso é sinal também de uma personalidade muito integrada e muito na presença de Deus. Nós temos que agradecer o Papa que temos”, afirma o cardeal brasileiro.

Cidade do Vaticano

A figura do Papa Francisco é muito singular, é um dom de Deus imenso: assim o prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedade de Vida Apostólica, Cardeal João Braz de Aviz, parabeniza o Pontífice por duas datas especiais neste mês de dezembro: os 50 anos de ordenação sacerdotal (completados no dia 13) e os 83 anos de vida (celebrados no dia 17).

“A gente reza por ele e pede a Deus por ele. A gente não sabe explicar como, na sua idade, ele vai levando para frente a Igreja com tanta força. Fico admirado: o Papa trabalha muito mais do que eu. A força que ele tem seguramente vem de Deus. Ele assume um compromisso atrás do outro, a gente fica ‘bobo de ver’. Isso é sinal também de uma personalidade muito integrada e muito na presença de Deus. Nós temos que agradecer o Papa que temos.”

Balanço

Nesta entrevista à Rádio Vaticano/Vatican News, Dom João faz também um balanço deste ano de 2019 no Vaticano, realçando três aspectos: o testemunho oferecido pelo Santo Padre, seu empenho em prol do diálogo inter-religioso e contra as armas atômicas:

“Um dos aspectos mais bonitos é esta sensibilidade profunda por parte do Santo Padre em relação aos pobres: um amor concreto, que se faz comida, que se faz proximidade, que se faz atenção, que se faz cuidado, casa e que envolve a Igreja para um estilo de vida muito mais simples, longe do palácio e com testemunho autêntico de comunhão.”

Ouça a entrevista!
17 dezembro 2019, 11:41