Busca

Vatican News

Guarda Suíça Pontifícia se prepara para o Natal

No novo vídeo da série da Guarda Suíça Pontifícia, fala-se de uma tradição muito querida pelas crianças do norte da Europa, que é um pré-anúncio do Natal

Eugenio Bonanata - Cidade do Vaticano

A última parte da série intitulada "# 1506, a Guarda Suíça conta sua história", produzida por Vatican Media e pelo Escritório da Comunicação sob a égide do Dicastério para a Comunicação, está centrada na figura de São Nicolau. O curta, publicado nestes dias, gira em torno de uma tradição do norte da Europa voltada às crianças e que o Corpo encarregado da segurança do Papa trouxe também ao Vaticano.

A família no centro

 

Intitulado “São Nicolau e Vida em Comunidade', o clipe mostra um bispo de boa aparência e barba branca na companhia de uma figura sombria: o 'Castigamatti', vestida de preto, tendo em mãos um bastão e um chicote. Junto ao pai espiritual da Guarda Suíça Pontifícia, os dois percorrem as ruas do território do Vaticano, batendo nas portas das casas em busca dos pequenos. Se durante o ano se comportaram bem, receberão uma doce surpresa. Caso contrário, correm o risco de serem levados embora dentro do saco. A cena sempre termina da melhor maneira, com as crianças recitando um poema sobre o Natal.

O tour pelas casas

 

O vídeo destaca como tudo isso ocorre no contexto de um percurso de várias estapas, que inclui os postos de serviço da Guarda Suíça e as casas dos superiores dentro do Palácio Apostólico. "Chega-se até a Casa Santa Marta e no Mosteiro Mater Ecclesiae",

O sargento Urs Breitenmoser, responsável pela mídia da Guarda Suíça Pontifícia, explica como Bento XVI ainda está particularmente ligado a essa tradição, que evidentemente recorda a ele de sua Baviera.

Um momento de convívio

 

O tour de São Nicolau termina na sede da Guarda Suíça, onde a grande família do Corpo se reúne por um momento de convívio. Com ironia e suavidade, um guarda recebe um 'castigo' do Castigamatti, que o marca com carvão na bochecha devido a alguma 'marachella' feita durante o ano. Enquanto na mesa chega um prato típico: o fondue de queijo que é servido em vários 'caquelon', o tradicional recipiente de barro com a pequena chama abaixo.

O sentido de comunidade

 

"O prato - afirma Breitenmoser - é feito precisamente para ficar juntos porque cada comensal, usando os garfos longos, mergulha o pão no mesmo recipiente". Uma recomendação, no entanto: a receita original é somente para os adultos, pois é acrescentado o destilado de cereja para manter o queijo macio e cremoso. Para as crianças é preparada a receita sem álcool.

19 dezembro 2019, 07:55