Busca

Vatican News
Cerca de 35 mulheres participam do Sínodo Amazônico Cerca de 35 mulheres participam do Sínodo Amazônico 

A contribuição "intensa e de qualidade" das mulheres no Sínodo

Ouça as entrevistas com a socióloga Márcia Maria de Oliveira e Dom Flávio Giovenale, salesiano, bispo da Diocese de Cruzeiro do Sul (AC).

Cidade do Vaticano

Muito além das expectativas: assim a socióloga Márcia Maria de Oliveira faz seu balanço dessa segunda semana de trabalhos sinodais. A professora da Universidade Federal de Roraima participa do Sínodo na qualidade de perita.

Nesta entrevista, a doutora, que também é assessora da Rede Eclesial Pan-amazônica, fala da participação das mulheres:

Dra. Márcia de Oliveira

A participação das mulheres tem sido muito intensa e com muita qualidade também. Os conteúdos das apresentações feitas nas congregações foram bem aprofundados e bem trabalhados. Demonstra que as mulheres têm objetivos muito claros para trazer para este Sínodo e um posicionamento quanto à valorização desta liderança, dessa presença histórica das mulheres na Igreja da pan-Amazônia.

Diálogo respeitoso

Dom Flávio Giovenale, salesiano, é bispo da Diocese de Cruzeiro do Sul (AC) e resume esses dias de trabalho como “muito proveitosos”.

A primeira semana foi uma reação aos temas do Instrumento de trabalho, já a segunda se começa a avançar, a ir além com a apresentação de sugestões concretas para o documento final.

Dom Flávio fala do seu grupo nos Círculos menores, em que, mesmo com opiniões contrastantes, o diálogo acontece no respeito, com o desejo de crescer:

Dom Flávio Giovenale
17 outubro 2019, 12:46