Busca

Vatican News

#SinodoAmazonico: a história do mártir Pe. Ezequiel Ramin, defensor dos pobres

A história de vida do jovem italiano que morreu na Amazônia brasileira na déc. 80 foi tema da live do Facebook do Vatican News desta quarta-feira (9), direto do Estúdio 9 da Rádio Vaticano. O convidado para a tarefa foi Pe. Massimo Ramundo, há 20 anos em missão no Brasil.

Andressa Collet – Cidade do Vaticano

A nova proposta da Rádio Vaticano – Vatican News para a cobertura especial do Sínodo dos Bispos dedicado à Amazônia é um compromisso diário no perfil do Facebook: de segunda a sexta-feira sempre às 15h (10h no horário de Brasília) acontece uma live com convidados especiais que trazem a realidade amazônica. Nesta quarta-feira (9), o Estúdio 9 recebeu o missionário comboniano Pe. Massimo Ramundo que falou sobre a história do mártir italiano Pe. Ezequiel Ramin.

Confira a entrevista na íntegra com Pe. Massimo sobre o mártir

A história do jovem missionário

O jovem foi morto aos 32 anos na divisa entre os estados de Rondônia e Mato Grosso, em 24 de julho de 1985. Era italiano, de Pádua, defensor dos direitos das terras dos indígenas e pequenos posseiros. O seu assassinato aconteceu num contexto difícil da década de 80, um período difícil e de conflitos entre os envolvidos e com os latifundiários.

Naquela região de Cacoal, em Rondônia, Pe. Ezequiel Ramin é invocado como intercessor e protetor dos  mais pobres e perseguidos. Em memória do jovem missionário, inclusive são realizados eventos que mobilizam milhares de pessoas em Rondônia.

Para que sua história de vida inspire novos jovens, o projeto Amazônia: Casa Comum realizou uma conferência sobre o tema na noite de terça-feira (8), promovida pela Família Missionária Comboniana. No debate, a presença de familiares de Pe. Ezequiel e de consagrados que conviveram com o mártir católico.

10 outubro 2019, 14:31