Busca

Vatican News
Prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais, cardeal Leonardo Sandri, em Parma, Ohio, EUA, em 22 de junho de 2019, no 50º aniversário da Eparquia Parma dos Greco-Católicos ucranianos Prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais, cardeal Leonardo Sandri, em Parma, Ohio, EUA, em 22 de junho de 2019, no 50º aniversário da Eparquia Parma dos Greco-Católicos ucranianos 

Igrejas Orientais são realidade viva nos EUA, diz card. Sandri

Ao retornar da viagem de dez dias aos Estados Unidos, o cardeal Leonardo Sandri fez ao Vatican News um balanço dos encontros realizados e falou sobre a próxima reunião do Papa no início de julho, com o arcebispo Mor, os membros do Sínodo permanente e os metropolitas da Igreja Greco-católica ucraniana.

Benedetta Capelli - Cidade do Vaticano

De Illinois a Ohio, o prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais, cardeal Leonardo Sandri,  viajou por 10 dias nos Estados Unidos, visitando as comunidades orientais locais, comprovando in loco sua vivacidade e lealdade ao Papa. Etapas nas quais emergiu a necessidade de crescer em um forte espírito missionário:

R. - Trago a grande recordação da fidelidade, da devoção, de todas estas nossas jurisdições orientais que visitei nos Estados Unidos: a devoção e fidelidade ao Santo Padre. Em todas estas ocasiões, minha pessoa foi recebida, honrada precisamente para manifestar a união, a comunhão, com o bispo de Roma. E, por outro lado, da minha parte, pude apreciar essas Igrejas vivas. Mesmo vivendo em um contexto tão difícil como o da diáspora, e em um país livre como os Estados Unidos, onde há tantas situações diferentes que podem provocar apreciação ou divisões, eles procuram viver em profundidade sua espiritualidade, sua disciplina, a tradição de cada Igreja,  a liturgia. Portanto, são Igrejas vivas, quer a Siro-malabar, como a Caldeia,  a dos maronitas ou dos rutenos (ndr - Igreja Católica Bizantina Rutena ou  Igreja Greco-Católica Rutena). E também, acima de tudo, tenho uma bela recordação da primeira visita que fiz à Igreja Ucraniana, quer em Chicago como em Pittsburgh, onde também fui recebido pelo novo Metropolita da Filadélfia dos Ucranianos.

Em sua última celebração em Pittsburgh, o senhor disse que "precisamos ser missionários para viver em comunhão" ...

R. – A partir do momento em que se vive em um contexto assim difícil, e digo isso não apenas em relação aos Estados Unidos, mas também para outros países como a Europa, o fato que as nossas comunidades orientais estejam ali presentes, por meio de todos esses imigrantes, nos coloca a questão e nos chama para a missão. E eles devem crescer mais e mais, no espírito missionário. Obviamente, aqueles que pertencem à tradição romano-latina continuam e vivem em grande ajuda mútua com os orientais: em todas as partes tenho visto isso, como os bispos latinos ajudam os orientais e como os facilitam para eles em todas as suas necessidades e em todos os seus pedidos.. Mas eles, como orientais, com sua liturgia e sua espiritualidade, também atraem muitos latinos e dão testemunho de suas vidas e fé. Portanto,  são missionários sobretudo pela fé recebida, mantida e agora confessada neste contexto americano.

O senhor disse que também foi uma viagem também para fazer sentir a proximidade do Papa. No próximo mês de fevereiro os bispos orientais dos Estados Unidos o encontrarão, precisamente na visita ad limina ...

R. - Certamente, e essa será a ocasião oficial e pública em que manifestarão esta total e absoluta comunhão com o sucessor de Pedro.

Como está se preparando a sua Congregação em vista do encontro do Papa com o Sínodo Permanente da Igreja Greco-católica, nos dias 5 e 6 de julho no Vaticano?

R. - Estamos procurando estudar todos os documentos que nos apresentaram e de expressar depois, em nossa participação, também a grande admiração e a grande proximidade à Igreja Greco-católica ucraniana, a qual, depois de ter passado tantos momentos de tribulação, de perseguição e de martírio, no novo contexto pode exercer livremente sua missão em comunhão com todas as outras Igrejas, buscando sempre o bem supremo da unidade da Igreja na verdade e na graça de Cristo.

Photogallery

Visita do cardeal Leonardo Sandri aos Estados Unidos
26 junho 2019, 15:52