Cerca

Vatican News
Cartaz da Mostra "A Beleza nos une" em Pequim até 14 de julho Cartaz da Mostra "A Beleza nos une" em Pequim até 14 de julho 

Em Pequim, a arte chinesa dos Museus do Vaticano

Pela primeira vez 76 obras de arte popular, arte budista e arte católica da coleção chinesa dos Museus do Vaticano serão expostas em Pequim no Palace Museum da Cidade Proibida de 28 de maio a 14 de julho.

Cidade do Vaticano

A China receberá 76 obras de arte popular, budista e arte católica da coleção chinesa dos Museus do Vaticano. É a primeira vez que os Museus do Vaticano organizam uma mostra com a maior instituição cultural da China, “um gesto concreto de alto valor simbólico”, foi declarado no comunicado à imprensa de apresentação da exposição "Beauty Unites Us – Chinese Art from the Vatican Museum".

Ouça e compartilhe!

A exposição organizada pelo padre Nicola Mapelli, responsável pelo Departamento Anima Mundi dos Museus do Vaticano e por Wang Yuegong,responsável pelo Department of Palace Life and Imperial Ritual, será apresentada em Pequim em 28 de maio e ficará aberta ao público no Palace Museum na Cidade Proibida até dia 14 de julho de 2019.

Uma mensagem cultural destinada à China

O objetivo do evento é apresentar a mensagem cultural da coleção de arte chinesa do Departamento Anima Mundi dos Museus do Vaticano, através da exposição das 76 peças, na Cidade Proibida, magnífica estrutura arquitetônica no coração da China.

O cristianismo encontra as tradições chinesas

Entre as peças expostas é de particular importância um grupo de obras realizadas por artistas chineses que testemunham o encontro entre o cristianismo e as tradições artísticas da China. Também estarão expostas, duas extraordinárias obras-primas originais, pintadas a óleo, da Pinacoteca Vaticana: o "Repouso durante a Fuga para o Egito" (1570-1573) de Barocci e "Adão e Eva no Paraíso Terrestre" (final do século XVII) de Peter Wenzel.

27 maio 2019, 12:24