Cerca

Vatican News

Desfeito Presépio de areia na Praça São Pedro, visto por mais de 1 milhão de visitantes

A "Sand Nativity" (Natividade de Areia) doada ao Papa Francisco pelo município italiano de Jesolo e pelo Patriarcado de Veneza, foi desmanchado em poucos minutos por uma escavadeira na tarde de quarta-feira. O responsável Ambrosin: "É o ciclo de vida de cada escultura de areia, mas vamos reutilizá-la para os próximos presépios em Jesolo. A maior emoção? A admiração do Papa"

Alessandro di bussolo - cidade do Vaticano

"A areia, material pobre, evoca a simplicidade, a pequenez e também a fragilidade", havia dito o Papa Francisco aos doadores do original presépio de areia que pudemos contemplar nestas festas de Natal na Praça São Pedro.

E a frágil escultura “Sand Nativity”,  voltou a ser areia na tarde de quarta-feira em poucos minutos e com poucos “golpes” de uma retroescavadeira  uma escavadora.

Escultura de areia nasce e morre

 

Antes da retroescavadeira iniciar seu trabalho, Vatican News ouviu o testemunho de Massimo Ambrosin, responsável pelo projeto "Sand Nativity 2018" na Praça São Pedro, doado pelo  município de Jesolo e pelo Patriarcado de Veneza.

 

"É o momento mais doloroso - revela - que ocorre toda vez que fazemos uma escultura de areia, que nasce e morre. Este é o momento da destruição, é difícil dizer isso, porém faz parte do ciclo de vida da escultura em areia. Esta escultura maravilhosa dentro de poucos instantes se transformará em  um amontoado de areia. Mas a areia renascerá, porque vamos usá-la  novamente para fazer outra escultura".

Permanecerá em nossa memória e nas imagens feitas

 

Os escultores da equipe "Sultans of Sand", sob a orientação do ítalo-americano Richard Varano, levarão seus presépios também para fora da Itália, para promover a praia Jesolo", mas a “Sand Nativity” de São Pedro - assegura Ambrosin - continuará a ser um projeto único e irrepetível, permanecerá em nossa memória e nas imagens que fizemos".

 

Foi um grande sucesso, explica ainda o organizador, "porque estimamos que mais de um milhão de pessoas o visitaram, mas acima de tudo, tornou-se um evento midiático. Os romanos a apreciaram, vieram visitá-la e assim, do meu ponto de vista, a missão foi cumprida".

Visita do Papa: vimos a admiração em seu rosto

 

Ambrosin recorda a visita do Papa Francisco ao presépio de areia na noite de 31 de dezembro, após a celebração do Te Deum na Basílica de São Pedro. Observado, ao lado das escultoras Susanne Ruseler, da Holanda, e Ilya Filimontsev, russa, afirmou. "Eu vi o olhar de admiração estampado no rosto do Santo Padre. Aquela foi a maior emoção, porque dissemos anos mesmos que fomos capazes de impressionar até mesmo o Papa, então fizemos uma coisa boa".

Quando Presépio estava prestes a ser inaugurado!

 

17 janeiro 2019, 10:22