Cerca

Vatican News
Igreja do Santo Sepulcro, Jerusalém Igreja do Santo Sepulcro, Jerusalém  (AFP or licensors)

Cardeal Leonardo Sandri inicia viagem à Terra Santa

Segundo a Delegação Apostólica em Jerusalém, a visita - de 26 a 28 de novembro - tem lugar durante o Congresso Internacional dos Comissários da Terra Santa.

Cidade do Vaticano

A Congregação para as Igrejas Orientais informa que o prefeito, cardeal Leonardo Sandri, irá à Terra Santa de 26 a 28 de novembro.

A visita, de acordo com a Delegação Apostólica em Jerusalém, tem lugar durante o Congresso Internacional dos Comissários da Terra Santa, os frades delegados dentro de cada Província dos Frades Menores para a animação e a sensibilização para a Terra de nossa salvação, através a organização de peregrinações e testemunhos, assim como a promoção da Coleta para a Sexta-Feira Santa, estabelecida pelo Papa Paulo VI.

O cardeal Sandri, chegando a Jerusalém de Roma no final da tarde de domingo, 25, presidirá à solene celebração no Santo Sepulcro às 6h30 de segunda-feira, 26. Então, fará seu pronunciamento no Congresso.

 

No restante da manhã, visitará S.B. o patriarca ortodoxo grego Teófilo III, e então os estudantes e professores da Escola Terra Sancta de Jerusalém. A seguir, os frades hóspedes da enfermaria de São Salvador. Depois do almoço com a comunidade franciscana, rezará na parte da tarde as Vésperas com as Clarissas de Jerusalém e de lá irá para o Centro Ecumênico Tantur.

Terça-feira, 27 de março, haverá uma concelebração eucarística no Cenáculo com os Ordinários Católicos da Terra Santa e a reunião com eles no Centro Notre Dame; à tarde, o encontro com os seminaristas em formação em Jerusalém, a visita às Igrejas Caldeia e Sírio-Católica, e a seguir o encontro com o Conselho de Assuntos Econômicos e do Economato do Patriarcado Latino.

Na quarta-feira, 28, por fim, a Santa Missa na Casa de Lázaro em Betânia e a visita aos ambientes restaurados pela Associação Pro Terra Sancta (ATS). Em seguida, irá a Jabal Al Baba - colina doada a São Paulo VI pelo Rei da Jordânia - e ao Centro para crianças surdas Effatha; o almoço na Universidade de Belém e a última etapa na Casa de Abraão, realidade que acolhe vários peregrinos.

Todas as etapas têm uma clara referência ao Papa São Paulo VI no ano da sua canonização: deste modo, pretende-se homenagear o seu testemunho profético de grande amigo da Terra Santa, quer através da histórica viagem e o encontro com o Patriarca Atenágoras, quer através da instituição da Coleta da Terra Santa, assim como a intuição e o início de realidades diversas relacionadas com o movimento ecumênico (Tantur), de atenção aos últimos (Effatha), de formação das jovens gerações (Universidade Belém) e de acolhida para os peregrinos (Casa de Abraão).

A atenção à realidade eclesial da Terra Santa será expressa pelo encontro com a Custódia, com os Ordinários Católicos, com as Igrejas Sírio-católica e Caldeia,  bem como o apoio ao Patriarcado Latino com o Administrador Apostólico Dom Pierbattista Pizzaballa.

24 novembro 2018, 18:41