Cerca

Vatican News
 (Vatican Media)

A Santa Sé reconhece "Regnum Christi" como Sociedade de Vida Apostólica

A missão do Movimento reconhecido canonicamente é de “tornar o Reino de Cristo presente para que seja Cristo aquele que reina nos nossos corações, nos corações dos outros e na sociedade”

Cidade do Vaticano

O Secretário da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades Apostólicas, Monsenhor José Rodriguez Carballo, O.F.M, entregou para as consagradas e para os leigos consagrados do Regnum Christi os Decretos Pontifícios que os reconhecem canonicamente como Sociedade de Vida Apostólica e que aprovam suas Constituições. Com este reconhecimento oficial, a Igreja expressa que as consagradas e os leigos consagrados do Regnum Christi são reconhecidos como um dom que contribui com a missão da própria Igreja e como um caminho para o encontro dos homens com Deus. Além disso, o reconhecimento canônico é uma etapa necessária para que, juntos com os Legionários de Cristo, possam constituir uma federação, à qual os leigos destas realidades eclesiais poderão associar-se individualmente.

Ouça e compartilhe

Para que Cristo reine nos nossos corações

Regnum Christi é um movimento católico internacional formado por sacerdotes religiosos Legionários de Cristo, homens e mulheres leigos consagrados, leigos que vivem no mundo e sacerdotes diocesanos, estão presentes em mais de oitenta países com a missão de “tornar o Reino de Cristo presente para que seja Cristo aquele que reina nos nossos corações, nos corações dos outros e na sociedade”. A sua espiritualidade é fundamentada na contemplação e seguimento de Cristo, que com a sua encarnação, vida, morte e ressurreição anuncia e realiza o Reino de Deus: “Ele nos chama a compartilhar a sua missão e nos envia a evangelizar os homens, nossos irmãos”.

Cristocentrismo

É uma espiritualidade “eminentemente cristocêntrica”. No site do movimento pode-se ler “No Evangelho, na Eucaristia, na Cruz e no próximo encontramos e amamos Cristo que é o centro, o critério e o modelo da nossa vida pessoal e apostólica”. “Na contemplação de Cristo descobrimos a sua presença e o seu amor no nosso coração, no próximo e no mundo e reconhecemos a primazia da ação de Deus na nossa vida e no apostolado. Vivemos como discípulos missionários e procuramos dar o melhor de nós mesmos no compromisso de evangelizadores”. “A natureza carismática do Movimento pede que cultivemos uma espiritualidade de comunhão na qual adquire valor o diálogo e a escuta recíproca e as relações fraternas amadurecem porque reconhecemos a presença de Deus no irmão, onde há o respeito da autoridade, compreendida como serviço à comunidade”.

Os cinco amores

O lema do movimento é “Cristo, nosso Rei, venha o teu Reino!”. A espiritualidade se exprime nos cinco amores: por Cristo, pela Santa Virgem Maria, pelos homens, pela Igreja e o Papa e enfim pelo Regnum Christi como caminho para viver a própria vocação.

30 novembro 2018, 09:35