Versão Beta

Cerca

Vatican News
Um dos objetivos do encontro é agir em conjunto com urgência e com um comum senso de responsabilidade compartilhada, para enfrentar a grave degradação humana, ético e social do mundo com base em um patrimônio de valores morais comuns a todos os seres humanos. Um dos objetivos do encontro é agir em conjunto com urgência e com um comum senso de responsabilidade compartilhada, para enfrentar a grave degradação humana, ético e social do mundo com base em um patrimônio de valores morais comuns a todos os seres humanos.  (ANSA)

Colóquio cristão-taoísta em Singapura

O encontro é organizado pelo Conselho Pontifício para o Diálogo Inter-religioso, em colaboração com a Arquidiocese de Singapura e da Federação taoísta sobre o tema "A ética cristã e taoísta em diálogo".

Cidade do Vaticano

O Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso, em colaboração com a Arquidiocese de Singapura e da Federação Taoísta de Singapura, organiza o II Colóquio cristão-taoísta, que se realizará no Centro padre Jean Marie Beurel, em Singapura, de 5 a 7 de novembro.

Ética cristã e taoísta em diálogo

 

O tema "A ética cristã e taoísta em diálogo" será estudado em seus vários aspectos por 70 estudiosos e agentes do diálogo inter-religioso. Os participantes do Colóquio são provenientes da tradição cristã e taoísta de Singapura, China, França, Índia, Malásia, Coréia do Sul, Suíça, Vaticano e Taiwan.

Representando o Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso, estará presente o secretário Dom Miguel Ángel Ayuso Guixot e o subsecretário (responsável pelo Taoísmo) Dom Indunil Janakaratne Kodithuwakku Kankanamalage, enquanto Dom Felix Machado e o rev. Peniel Rajkumar representarão, respectivamente, a Federação das Conferências Episcopais da Ásia e o Conselho Mundial de Igrejas.

Objetivos do Colóquio

 

O encontro tem dois objetivos principais: 1. Oferecer aos acadêmicos e aos agentes do diálogo taoísta-cristão, a oportunidade de compartilhar opiniões e aspectos relativos ao tema por meio da conferência e das discussões informais; 2. agir em conjunto com urgência e com um comum senso de responsabilidade compartilhada, para enfrentar a grave degradação humana, ética e social do mundo com base em um patrimônio de valores morais comuns a todos os seres humanos.

Ouça e compartilhe!
02 novembro 2018, 10:58