Versão Beta

Cerca

Vatican News

Sínodo quer ser um sinal de mudança, diz Dom João Braz de Aviz

“Sair de onde estamos e sair na direção dos jovens onde eles estão, e conviver (...). Não nos acomodar – ir ao meio dos jovens – fazer isto na atitude da escuta, do estar presente", assimilando desta forma a "Igreja em saída".

Cidade do Vaticano

O desejo da felicidade está dentro de cada jovem. “Cada um de nós tem isso dentro do coração, eu quero me realizar. Às vezes eu escolho errado o modo de me realizar e me autodestruo. Então, essa presença da Igreja – não é, digamos assim, rejeitada. Ela é contestada muitas vezes quando ela não é autêntica – nos leva agora a entender que devemos fazer uma verdadeira experiência de nossos valores cristãos, e estar ligados com os jovens, estar mais perto dos jovens. Quantas realidades dos jovens estão sendo destruídas!”

O prefeito da Congregação dos Institutos para a Vida Consagrada e as Sociedades da Vida Apostólica, cardeal João Braz de Aviz, falou ao Vatican News no final da manhã desta sexta-feira sobre o andamento dos trabalhos no Sínodo, destacando entre outros o “aprender a escutar”, aspecto bastante presente também no ambiente de fraternidade entre os cerca de 18 participantes de língua portuguesa nos Círculos Menores

“Sair de onde estamos e sair na direção dos jovens onde eles estão, e conviver (...). Não nos acomodar – ir ao meio dos jovens – fazer isto na atitude da escuta, do estar presente (...). Aprender a entrar no ambiente digital, no seu modo de pensar (...). Toda a reforma começa no coração de uma pessoa, o testemunho nasce dentro",  assimilar a Igreja em saída, disse o cardeal brasileiro.

 

 

19 outubro 2018, 14:08