Versão Beta

Cerca

Vatican News
Secretário do Sínodo dos Bispos, cardeal Lorenzo Baldisseri Secretário do Sínodo dos Bispos, cardeal Lorenzo Baldisseri  (Synod2018)

Jovens. Cardeal Baldisseri: novas estratégias é caminho obrigatório

É preciso “reconstruir a aliança entre a Igreja e os jovens”, diz o secretário do Sínodo dos Bispos recordando que “no coração do Papa os jovens não são somente objeto de atenção, mas sujeitos indispensáveis na evangelização”.

Cidade do Vaticano

“Cresce na Igreja a consciência de que para acompanhar os jovens é preciso, além das pessoas, estruturas de animação capazes de atração.” Foi o que ressaltou na quarta-feira (26/09) o secretário do Sínodo dos Bispos, cardeal Lorenzo Baldisseri, para o qual no âmbito da pastoral da juventude “a adoção de novas estratégias é um caminho obrigatório”.

Papa: os jovens são indispensáveis na evangelização

É preciso ir aonde os jovens estão

Durante a apresentação do livro “Sonhadores inquietos”, obra elaborada por Pe. Vito Magno que reúne conversações com os jovens e sobre os jovens, o purpurado evidenciou que “a pastoral da juventude não pode mais ser voltada unicamente aos jovens mais disponíveis, mas há um trabalho a ser feito para colocar os jovens fiéis em contato com o mundo externo e com as fronteiras da solidariedade”.

“Não se pode cultivar somente os jovens que estão próximos, mas é necessário ir aos lugares onde eles se encontram”, reiterou o secretário do Sínodo dos Bispos exortando a elaborar “uma proposta formativa que tenha os traços do documento pré-sinodal”.

Reconstruir a aliança entre a Igreja e os jovens

Segundo o cardeal Baldisseri, o texto assinado por Pe. Magno, elaborado para “Rádio Vaticano Itália” foi “pensado para os adultos, para aqueles que têm a tarefa de não tapar as asas dos jovens, que devem indicar o horizonte”.

As análises do livro evidenciam a relevância do Sínodo para quem é engajado no mundo juvenil”, observou. É preciso “reconstruir a aliança entre a Igreja e os jovens”, acrescentou o purpurado recordando que “no coração do Papa os jovens não são somente objeto de atenção, mas sujeitos indispensáveis na evangelização”.

Papa: Igreja dedique-se aos jovens

“O Papa quer que a Igreja se dedique a eles, que eles sejam protagonistas e atores nos processos de formação e de assunção de responsabilidades”, afirmou Dom Baldisseri referindo-se em seguida à reunião pré-sinodal “que teve a participação de 300 jovens dos cinco continentes e de 15 mil através das redes sociais”.

“Constatamos a alegria dos jovens com as respostas do Papa e por suas palavras de estímulo aos valores do sacrifício e da luta pela liberdade e a justiça.”

27 setembro 2018, 13:30