Cerca

Vatican News
o purpurado faleceu no Royal Victoria Hospital, em Newcastle-upon-Tyne o purpurado faleceu no Royal Victoria Hospital, em Newcastle-upon-Tyne 

Escócia: Falece aos 80 anos o cardeal Keith Michael Patrick

Dom Keith Michael Patrick O'Brien era arcebispo emérito de São Andrews e Edimburgo, na Escócia.

Cidade do Vaticano

Faleceu aos 80 anos nas primeiras horas desta segunda-feira, 19, em Edimburgo, Escócia, o arcebispo emérito de São Andrews e Edimburgo, Dom Keith Michael Patrick O'Brien (1938-2018).

A Arquidiocese de Edinburgh informou em seu site que o purpurado faleceu no Royal Victoria Hospital, em Newcastle-upon-Tyne, ao lado de familiares e amigos e fortificado pelos ritos da Santa Igreja.

Ordenado sacerdote em 1965 e bispo em 1985, foi também presidente da Conferência Episcopal da Escócia. São João Paulo II o havia criado cardeal em 2003.

Renúncia aos direitos do cardinalato

 

Em 20 de maio de 2015, o Papa Francisco havia aceito a renúncia aos direitos e às prerrogativas do cardinalato - expressos nos Cânones 349, 353 e 356 do Código de Direito Canônico - apresentada pelo purpurado escocês, que admitiu ter cometido abusos sexuais.

“Com este procedimento – afirmava um comunicado – o Papa manifesta a todos os fiéis da Igreja na Escócia a sua solicitude pastoral e os encoraja a continuar com confiança o caminho de renovação e de reconciliação”.

Pedido de perdão

 

Em uma nota divulgada em março de 2013, o cardeal O’Brien havia afirmado que “houve momentos nos quais a minha conduta sexual esteve abaixo dos padrões das expectativas que existiam em relação a mim como sacerdote, arcebispo e cardeal”.

"Peço desculpas e perdão àqueles que ofendi”, “peço também perdão à Igreja Católica e aos escoceses. Viverei o resto da minha vida retirado e não exercerei nenhuma outra atividade na vida pública da Igreja Católica na Escócia”.

O’Brien havia renunciado em participar do Conclave de 13 de março de 2013 que elegeu o Papa Francisco.

O arcebispo Leo Cushley de São Andrews e Edimburgo, comentou  no site da Arquidiocese que  "na vida, o cardeal O'Brien pode ter dividido opiniões, mas na morte, no entanto, acho que todos podem estar unidos na oração pelo repouso de sua alma, pelo conforto para sua família enlutada e que esse apoio e consolo seja estendido a quem ele ofendeu, machucou e rebaixou. Que ele descanse em paz”.

Com o falecimento do cardeal Patrick O'Brien, o Colégio Cardinalício fica assim constituído: 214 cardeais, 117 eleitores e 97 não eleitores.

19 março 2018, 10:57