Versão Beta

Cerca

Vatican News
Missa celebrada na Capela de Nossa Senhora do Caminho, no Cárcere de Rebibbia Missa celebrada na Capela de Nossa Senhora do Caminho, no Cárcere de Rebibbia 

Mons. Viganò no Cárcere de Rebibbia: sejam testemunhas de Cristo para seus companheiros

"O Evangelho dentro", iniciativa promovida pela SPC na qual o Evangelho é lido e comentado dentro do cárcere pelos próprios detentos, experiência amadurecida durante o tempo do Advento e agora reproposta na Quaresma.

Cidade do Vaticano

Sejam testemunhas de Cristo para seus companheiros, escutando-os, oferecendo a colaboração de vocês, indo ao encontro de quem mais sofre a condição e recluso, amem suas famílias, seus filhos. Mesmo com lágrimas nos olhos e com o coração repleto de dor rezem por eles, agradeçam-lhes pela proximidade que permite a vocês superar a angústia da solidão e do abandono. Foi o convite do prefeito da Secretaria para a Comunicação, Mons. Dario. E. Viganò, dirigido no domingo (25/02) aos encarcerados da Casa de Detenção de Rebibbia durante a missa celebrada na capela do Instituto romano.

O Senhor jamais se cansa de perdoar

Organizada pelo capelão, Pe. Nicola Cavallaro, a celebração teve a participação também da diretora do Departamento Teológico Pastoral da Secretaria para a Comunicação, Nataša Govekar, e da Biblista da Pontifícia Universidade Gregoriana e voluntária no Cárcere de Rebibbia, Professora Rosalba Manes.

Proximidade do Papa Francisco aos detentos

Durante a homilia o prefeito recordou o constante pensamento do Santo Padre, bem como as reiteradas mensagens de proximidade dirigidas aos detentos. Recordou o pensamento do Papa a eles dirigido no início da Quaresma: no I Domingo da Quaresma, 18 de fevereiro, o “Papa Francisco na oração do Angelus dirigiu um pensamento especial para todos vocês e dirigiu-lhes sua saudação com as seguintes palavras: Caros irmãos e irmãs que estão no cárcere, encorajo cada um de vocês a viver o período quaresmal como ocasião de reconciliação e de renovação da própria vida sob o olhar misericordioso do Senhor. Ele jamais se cansa de perdoar”.

Quaresma, oportunidade para corrigir acordes dissonantes da nossa vida

Ao apresentar a comunidade de Rebibbia, o capelão, Pe. Cavallaro, fez votos de que “esta Quaresma seja vivida na esperança de poder corrigir os acordes dissonantes da nossa vida, acolhendo a novidade que a Palavra de Deus nos oferece mediante aqueles que sempre deveriam fazer-se porta-vozes dos últimos e dos quais esperamos aquela atitude evangélica do Estava preso e viestes visitar-me”.

Também o diretor da Casa de Detenção de Rebibbia, Stefano Ricca, quis agradecer pessoalmente ao prefeito da Secretaria para a Comunicação porque, afirmou ele, “infelizmente, o cárcere tende a massificar este sentido de declinação da individualidade, quando, ao invés, a expressão do pensamento do indivíduo cria uma oportunidade na qual o sujeito é considerado como tal”. O diretor lançou um apelo aos reclusos: “Ajudem-nos a ajudá-los”.

Evangelho lido e comentado pelos próprios detentos

Todos os protagonistas de “O Evangelho Dentro”, iniciativa editorial promovida pela Secretaria para a Comunicação, participaram da santa missa celebrada na Capela de Nossa Senhora do Caminho. Trata-se de uma iniciativa na qual o Evangelho é lido e comentado dentro do cárcere pelos próprios detentos, experiência amadurecida durante o tempo do Advento e agora reproposta durante a Quaresma, com uma transmissão diária na seção Rádio Vaticano Itália.

Dirigindo-se a Mons. Viganò, disseram: “Através deste projeto, o Papa Francisco nos enviou seus mensageiros, nossos irmãos, que simbolicamente  nos tomam pela mão, aquela mão tão desejada, e nos guiam mediante a leitura do Evangelho rumo ao conhecimento”.

Nas adversidades, esporte como semente de bem

Como em todo âmbito da sociedade onde se experimenta a marginalização e as feridas da humanidade, onde se experiencia o sofrimento, o esporte se torna uma semente de positividade, de bem, de caridade que suaviza as feridas e contribui para dar novamente esperança.

Ao término da cerimônia Mons. Viganò entregou uma camisa autografada, com dedicação pessoal do centroavante do Inter de Milão, Mauro Icardi, a um torcedor especial, Cristian. Foi o próprio jogador a providenciar, através da Clube de Futebol, o presente ao jovem detento que mais vezes havia manifestado sua paixão pelo clube milanês.

Mons. Viganò em visita ao Cárcere de Rebibbia
26 fevereiro 2018, 14:18