Versão Beta

Cerca

VaticanNews
Papa Francisco durante momento de oração Papa Francisco durante momento de oração 

Nota da Congregação para a Evangelização dos Povos sobre a Diocese de Ahiara

Em consideração ao arrependimento, o Papa não quis prosseguir com sanções canônicas e encarregou a Congregação para a Evangelização dos Povos de responder a cada um deles.

Cidade do Vaticano

A Congregação para a Evangelização dos Povos divulgou, nesta segunda-feira (19/02), um comunicado sobre o pedido de renúncia do Bispo de Ahiara, na Nigéria, Dom Peter Ebere Okpaleke. O Papa Francisco aceitou a renúncia e agradece ao bispo pelo seu amor à Igreja.

Segundo a Agência Fides, “nos meses de junho e julho do ano passado, o Santo Padre recebeu duzentas cartas dos sacerdotes da Diocese de Ahiara, nas quais manifestavam obediência e fidelidade”.

“Todavia, eles mostraram a dificuldade psicológica de colaborar com o bispo, após os anos de conflito. Em consideração ao arrependimento, o Papa não quis prosseguir com sanções canônicas e encarregou a Congregação para a Evangelização dos Povos de responder a cada um deles.”

O organismo vaticano convidou “os sacerdotes a refletirem sobre o dano grave infligido à Igreja de Cristo e esperava que, no futuro, não mais se repetissem ações irracionais de oposição contra um bispo legitimamente nomeado pelo Santo Padre. Convidou também o clero a fazer gestos de perdão e reconciliação com o bispo”.

O Papa “agradece aos sacerdotes, religiosos, religiosas e leigos que mostraram proximidade a Dom Okpaleke e que o apoiaram com suas orações. Francisco agradece também aos bispos da Conferência Episcopal Nigeriana pelo apoio dado ao confrade”.

Agradece também “ao Cardeal John Onaiyekan pelo serviço prestado como Administrador Apostólico, ao Presidente da Conferência Episcopal Nigeriana, Dom Ignatius Kaigama, e ao Arcebispo de Owerri, Dom Anthony Obinna, pelos esforços realizados neste caso doloroso”.

“O Santo Padre não pretende agora nomear um novo bispo para Ahiara, mas continua tendo uma preocupação especial por essa  diocese. Por isso, convidou o Bispo de Umuahia, Dom Lucius Iwejuru Ugorji, a colaborar como novo Administrador Apostólico Sede vacante et ad nutum Sanctae Sedis, concedendo-lhe todas as faculdades reservadas ao ordinário”.

O Papa Francisco, “que acompanha com a oração essa nova fase da vida da Igreja em Ahiara, espera que com o novo Administrador Apostólico se retome a vida eclesial, e que nunca mais se repitam ações que firam o Corpo de Cristo”.

19 fevereiro 2018, 15:42