Versão Beta

Cerca

VaticanNews
Papa Francisco deverá analisar o relatório das duas Comissões: sobre o Beato Arcebispo Alojzije Stepinac, não houve “uma interpretação unívoca” Nas mãos de Francisco os relatórios das duas Comissões  (AFP or licensors)

Canonização do Beato Stepinac e Medjugorje: decisão nas mãos do Papa

Os relatório da Comissão croata-católica e servo-ortodoxa sobre o Beato Alojzije Stepinac e da Comissão sobre as aparições em Medjugorje aguardam um parecer do Papa Francisco

Cidade do Vaticano

“A canonização do Beato Alojzije Stepinac é uma questão interna da Igreja Católica e nos parece importante frisar isto. O desejo do Santo Padre todavia é que esta questão não crie tensões entre os dois povos, mas que ajude no caminho comum. Acredito que o trabalho da Comissão tenha sido útil e que este processo tenha ajudado o diálogo e a compreensão comum”.

Foi o que afirmou o Cardeal Secretário de Estado Pietro Parolin, ao ser interpelado por jornalistas na Croácia nos dias passados sobre os resultados do trabalho da Comissão Conjunta da Conferência Episcopal Croata e da Igreja Servo-ortodoxa, encarregada de analisar o papel do Beato Arcebispo Alojzije Stepinac no contexto da II Guerra Mundial.

Os documentos da Comissão, que não chegaram a “uma interpretação unívoca”, estão agora nas mãos do Papa Francisco para serem analisados.

“As feridas que os fatos históricos deixam não podem ser superadas de hoje para a manhã. É importante manter firme a direção sobre onde ir e trabalhar para a comunhão e a paz. O diálogo inter-religioso e ecumênico é instrumento fundamental para alcançar este objetivo”, precisou o purpurado.

Medjugorje

“Em mãos do Santo Padre” estão também os resultados da Comissão encarregada de estudar o “fenômeno” de Medjugorje – disse o Cardeal Secretário de Estado – ao responder a outra pergunta.

Junto à “dimensão sobrenatural dos eventos”, é importante a questão do “cuidado pastoral’ dos peregrinos.

É “desejo do Santo Padre ajudar a regular o fenômeno de forma que os fiéis que vêm até aqui possam escutar a Palavra de Deus, celebrar os Sacramentos e viver uma autêntica experiência de fé”. (Sir)

31 outubro 2017, 17:42