Busca

Vatican News
Mais de 2,5 milhões de bolivianos foram vacinados com a primeira dose e cerca de um milhão com a segunda Mais de 2,5 milhões de bolivianos foram vacinados com a primeira dose e cerca de um milhão com a segunda 

Oruro e Cochabamba agradecem ao Papa pela doação de ventiladores pulmonares

Mais uma mostra da proximidade do Santo Padre na luta da população boliviana contra a Covid-19. Os ventiladores pulmonares de última geração doados pela Esmolaria Apostólica fazem parte de 27 kits que o Papa Francisco enviou para países que estão passando por um momento crítico devido à pandemia.

Alina Tufani - Vatican News

O Centro de Saúde “San Juan Pablo II”, da Paróquia “San Pio X” de Oruro e o Hospital del Sur de Cochabamba, receberam do Papa Francisco dois aparelhos de ventilação pulmonar essenciais para o tratamento de pessoas afetadas pela Covid- 19.  Os aparelhos foram entregues aos centros de saúde por Dom Cristóbal Bialasik, bispo da Diocese de Oruro e Dom Oscar Aparicio, arcebispo de Cochabamba, respectivamente, na presença dos diretores dos centros de saúde e da imprensa local.

Oruro, uma das cidades bolivianas mais duramente atingida pela pandemia

 

Em uma coletiva de imprensa, Dom Bialasik leu o comunicado da Nunciatura Apostólica para a entrega do ventilador pulmonar ao Centro de Saúde "San Juan Pablo II", da Paróquia "San Pio X" de Oruro, esperando que possa salvar a vida das pessoas afetadas pela doença, em sua maioria de baixa renda.

“Claro que as urgências são imensas e o que o Santo Padre pode fazer nada mais é do que deixar cair uma gota d'água no imenso oceano da solidariedade e que como fruto inesperado de tanta dor, se viu brotar também um esperançoso sinal de que a humanidade, apesar de tudo, ainda não perdeu seu rumo”, lê-se na carta da Nunciatura.

Oruro é uma das regiões mais atingidas pelo coronavírus na Bolívia. O dispensário San Juan Pablo II, centro sem fins lucrativos administrado pela Igreja Católica, ofereceu assistência médica a mais de 11 mil pacientes durante a primeira fase da pandemia em 2020, enquanto no primeiro semestre de 2021, foram tratadas mais de 6 mil pessoas infectadas pelo coronavírus.

O diretor do dispensário, Dr. David Morales, explicou que por ser uma instituição sem fins lucrativos, uma obra social da Igreja, o ventilador pulmonar doado pelo Santo Padre “deve ser destinado à população de baixa renda”. Da mesma forma, falou da dura provação vivida quer pela população como pelo setor médico, situação para a qual ninguém estava preparado.

A previsão é de que na próxima semana seja colocado em funcionamento o ventilador pulmonar que, segundo nota publicada no site da Conferência Episcopal da Bolívia (CEB), poderá ser transportado com facilidade, até mesmo para as residências de pessoas que não podem ir ao dispensário.

Aparelho para hospital público de Cochabamba

 

“Com este gesto, o Papa transmite seu amor, fé, esperança e nos encoraja a continuar lutando. É uma forma de dizer que o Papa está conosco e nos acompanha ”, disse Dom Aparicio, ao entregar o ventilador doado pelo Santo Padre ao Hospital del Sur, um importante centro de saúde que luta contra o Covid-19.

O arcebispo de Cochabamba explicou que se trata de um equipamento de última geração, doado pela Esmolaria Apostólica, e que faz parte de outros 27 que o mais alto representante da Igreja Católica enviou para que os países possam enfrentar esses momentos críticos causados pela pandemia de Covid-19.

Já diretor do Hospital del Sur, Dr. Grover León, agradeceu este importante apoio para continuar tratando os pacientes mais necessitados. “Sentimo-nos duplamente agradecidos - disse o médico - porque este gesto que o Papa Francisco está fazendo é um gesto de apoio a todos os recursos humanos que trabalham no Hospital”. Da mesma forma, o médico garantiu que esta doação é um incentivo para os médicos e enfermeiras que se sentam acompanhados pelo Santo Padre.

“Este grão de areia é um incentivo espiritual para nós, porque sabemos que o Papa conhece nossa situação, trabalhadores da saúde, e nos encoraja a continuar a trabalhar, dá-nos forças para continuar a trabalhar, porque sabemos que estamos nos olhos do Papa e ele está rezando por nós e nós rezamos por ele”, sublinhou León, antes de ler e entregar a Dom Aparicio uma carta de agradecimento a ser apresentada ao Santo Padre.

A Bolívia, que vive a terceira onda de Covid-19, registrou uma queda no número de contágios nas últimas semanas, enquanto o número de mortes aumentou, com registro de mais de cem óbitos por vários dias. O plano de vacinação continua avançando com mais de 2,5 milhões de vacinados com a primeira dose e cerca de um milhão de imunizados com a segunda.

Santa Cruz, Cochabamba e La Paz continuam liderando em número de contágios, seguidas por cidades como Oruro e Chuquisaca.

Vatican News Service

 

22 julho 2021, 10:32