Busca

Vatican News
O Papa Francisco e o presidente Emmanuel Macron, no Vaticano, em junho de 2018 O Papa Francisco e o presidente Emmanuel Macron, no Vaticano, em junho de 2018  (Vatican Media)

A viagem ao Iraque no centro da conversa entre o Papa e Macron

Neste domingo, durante um telefonema, Francisco e o presidente francês discutiram várias questões internacionais, como a pandemia e a expansão do jihadismo na África. Uma conversa, segundo o Palácio do Eliseu, que durou cerca de 40 minutos.

Benedetta Capelli – Vatican News

A conversa entre o Papa e o presidente francês, Emmanuel Macron, neste domingo (21/03), foi inspirada na viagem de Francisco ao Iraque.

Durante a conversa, que ocorreu após uma mensagem do chefe de Estado francês por ocasião dos oito anos de pontificado de Francisco, Macron definiu a visita do Papa ao País do Golfo "um verdadeiro avanço" para o Oriente Médio.

De acordo com fontes do Palácio Eliseu, durante o telefonema foram abordados vários temas, como a emergência do coronavírus, que representa um grande desafio para a humanidade. Um tema que tanto preocupa Francisco que instituiu, em 20 de março de 2020, uma Comissão especial no Vaticano, sob a autoridade do Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral a fim de pensar no mundo que virá depois da pandemia.

Em dezembro, foi publicado o livro "Voltemos a sonhar", uma conversa entre o Papa e o escritor britânico Austen Ivereigh, na qual se indica o caminho para um futuro diferente. Também no centro da conversa, várias crises que desestabilizam as regiões do mundo, como a expansão do jihadismo na África, no Sahel e a situação no Líbano.

Não é a primeira vez que o Papa Francisco e o presidente francês se falam por telefone. A última vez, data de 30 de outubro, após o ataque terrorista à Basílica de Nossa Senhora da Assunção, em Nice, no qual morreram três pessoas. O presidente francês foi recebido no Vaticano em 26 de junho de 2018.

22 março 2021, 15:47