Busca

Vatican News

Mensagem do Papa aos bispos filipinos e exortação à "caridade evangélica"

Na mensagem, Francisco também expressa a esperança de que a Assembleia Plenária dos bispos leve a "expressões mais criativas" de inovação pastoral, para que a Igreja católica filipina possa ser reconhecida como "uma casa de portas abertas, oferecendo esperança e força aos que sofrem e a todos aqueles que buscam uma vida mais humana e digna". O Pontífice abençoa todos os membros da Conferência Episcopal Filipina e reitera seu apoio à missão deles

Isabella Piro/Raimundo de Lima - Vatican News

Ouça e compartilhe

Continuar no esforço de dar testemunho concreto da "caridade evangélica", sobretudo agora, em meio à pandemia do coronavírus: esta é a exortação do Papa Francisco à Conferência Episcopal Filipina (Cbcp), contida numa mensagem que o Pontífice enviou aos prelados por ocasião da 121ª Assembleia Plenária, iniciada na terça-feira (26/01) em modalidade virtual.

De fato, a emergência pandêmica causada pela Covid-19 não permite uma reunião presencial. O texto papal - informa o site oficial da Conferência Episcopal Filipina - foi lido pelo núncio apostólico no país do sudeste asiático, dom Charles Brown.

Igreja filipina como uma "casa de portas abertas"

Na mensagem, Francisco também expressa a esperança de que a reunião dos bispos leve a "expressões mais criativas" de inovação pastoral, para que a Igreja católica filipina possa ser reconhecida como "uma casa de portas abertas, oferecendo esperança e força aos que sofrem e a todos aqueles que buscam uma vida mais humana e digna". Por fim, o Pontífice abençoa todos os membros da Conferência Episcopal Filipina, e reitera seu apoio à missão deles.

Programada para esta terça e quarta-feira exclusivamente on-line, a Plenária da Conferência episcopal é conduzida por seu presidente, o arcebispo de Davao, dom Romulo Valles.

500 anos de evangelização: celebrações adiadas para 2021

Além do tema da pandemia do coronavírus, que nas Filipinas causou mais de 515 mil infecções e mais de 10 mil mortes, também na pauta uma avaliação geral dos dramáticos tufões, como Hayan e Vamco, que atingiram o país asiático em 2020.

No centro da atenção dos bispos também as celebrações pelos 500 anos da chegada do cristianismo às Filipinas. Originalmente previstas para 2021, as comemorações foram adiadas para abril de 2022, devido à emergência sanitária.

26 janeiro 2021, 15:44