Busca

Vatican News
Cardeal Jean-Claude Hollerich, Presidente da Comissão dos Episcopados da Comunidade Europeia (Comece) Cardeal Jean-Claude Hollerich, Presidente da Comissão dos Episcopados da Comunidade Europeia (Comece)  

Hollerich: assumir os sonhos do Papa para melhorar a Europa

O Cardeal Presidente da Comissão dos Episcopados da Comunidade Europeia comenta a carta do Pontífice para os 50 anos de colaboração entre a Santa Sé e as instituições europeias: "Como o Papa diz, não devemos apenas olhar para o álbum de recordações, mas continuar a dar nossa contribuição”

Vatican News

Uma Europa amiga “da pessoa e das pessoas", que seja, "uma família e uma comunidade", "solidária e generosa" e "saudavelmente laica". Estes são os sonhos, para o Velho Continente, indicados pelo Papa Francisco em sua carta endereçada ao Cardeal Secretário de Estado, Pietro Parolin, por ocasião de três aniversários: o 40° aniversário da Comissão dos Episcopados da Comunidade Europeia a (Comece), o 50° aniversário das relações diplomáticas entre a Santa Sé e a União Europeia e o 50° aniversário da presença da Santa Sé como Observador Permanente do Conselho da Europa.

Ouça e compartilhe!

Hollerich: os sonhos do Papa ao lado dos sonhos dos cidadãos europeus

"Cabe a nós assumirmos os sonhos do Papa para que a vida seja melhor na Europa e no mundo". Com estas palavras o Cardeal Jean-Claude Hollerich, Arcebispo de Luxemburgo e Presidente da Comissão dos Episcopados da Comunidade Europeia (Comece) comenta a carta do Papa Francisco. Referindo-se ao trabalho da Comece, o cardeal acrescenta que os sonhos do Pontífice são agora a medida deste compromisso.

Dom Hollerich: É muito bom que o Papa tenha expressado esta visão da Europa em sonhos. Estes sonhos são a integração do passado europeu, cujas raízes são sempre faladas. Mas não são apenas o passado. Como diz o Papa Francisco, não devemos olhar apenas para o álbum de recordação, mas devemos continuar a dar nossa contribuição. Isso é muito bonito. O continente europeu, a União Europeia, tem um futuro. Cabe a nós assumir os sonhos do Papa para que a vida seja melhor na Europa e no mundo inteiro.

 

O Papa retomou a famosa exortação de João Paulo II “Europa volta a encontrar-te. Sê tu mesma” e a atualiza no contexto atual marcado pela pandemia. De que forma esta mensagem direciona o trabalho da Comece, que celebra seus 40 anos de vida?

Dom Hollerich: Estamos muito satisfeitos por termos recebido esta mensagem do Papa. É um incentivo para continuarmos nosso trabalho. Também é bom ter uma medida. Agora os sonhos do Papa são a medida do nosso trabalho para intervir junto às instituições da União Europeia. Toda essa conexão com João Paulo II é maravilhosa. “Europa volta a encontrar-te. Sê tu mesma”. E isso não em um sentido do passado, mas em uma perspectiva para o futuro. Devemos assumir nossa história, realizá-la hoje, a fim de planejar o futuro. Estou feliz porque às vezes se diz que a Comece deveria estar mais comprometida com uma Europa cristã. O Papa nos mostra que não é exatamente assim. Devemos, antes de tudo, construir um mundo melhor com todos os irmãos e irmãs da Europa. A Igreja e os bispos têm seu lugar e devem levantar sua voz para expressar os sonhos que não são apenas os do Papa ou dos bispos. Mas são os sonhos de paz, do bem comum, da acolhida. São os sonhos de muitos cidadãos europeus. Para a Comece, e não apenas para a Comissão dos Episcopados da Comunidade Europeia, esta é uma mensagem que nos fará trabalhar no futuro.

 

28 outubro 2020, 09:05