Busca

Vatican News
Papa Francisco - We run together -  Athletica Vaticana Papa Francisco - We run together - Athletica Vaticana 

O Papa: o esporte mais bonito cura feridas e cria laços de amizade

Francesco agradece aos campeões de várias disciplinas que participaram no leilão "We run together" (Nós corremos juntos), organizado para ajudar os hospitais de Bergamo e Brescia empenhados contra a Covid-19. Os agradecimentos do Papa também ao pessoal que trabalha "com sacrifício ao lado dos doentes" e o encorajamento à Athletica Vaticana pelo seu empenho na promoção de um esporte "inclusivo, fraterno, capaz também de curar feridas".

Emanuela Campanile, Silvonei José – Vatican News

Juntos, em 20 de maio, lançamos a iniciativa desportiva de solidariedade We Run Together, como apoio e agradecimento por duas realidades na linha da frente na assistência aos doentes com coronavírus: o Hospital Giovanni XXIII em Bergamo e a Fundação “Poliambulanza” de Brescia. Hoje está aqui uma representação do seu pessoal. Bem-vindos! Saudando vocês, saúdo todos os seus colegas na Itália e em todo o mundo, que trabalham com sacrifício ao lado dos doentes. Deus os recompense pelo seu empenho!

Estas são as primeiras palavras do Papa Francisco na audiência deste sábado, (05/09) que dedicou aos atletas envolvidos no projeto de solidariedade  #WeRunTogether. A iniciativa - um leilão de objetos esportivos, prêmios e reconhecimentos doados pelos campeões olímpicos e paraolímpicos - terminou no dia 6 de agosto e recolheu 100 mil euros. Os representantes dos atletas - compostos por 6 dos mais de 150 participantes - foram acompanhados pelo cardeal Gianfranco Ravasi, presidente do Pontifício Conselho para a Cultura.

"Eu abro-lhe o coração"

Francesco dirigiu obviamente o seu pensamento aos atletas dos vários países que participaram abrindo também "a porta da sua casa".

Hoje gostaria também de agradecer a muitos atletas de vários países, que ofereceram vários artigos esportivos para o leilão de solidariedade. Fiquei muito satisfeito por saber que alguns atletas também abriram a porta da sua casa para a alegria de um encontro direto. E isto é importante; abrir a porta da própria casa é abrir o coração. É um sinal para dizer: "Vou abrir-lhe o coração".

E a abrir os seus corações foram Valerio Aspromonte e Carolina Erba que, com o seu filho, participaram da audiência junto com Nicole Orlando, atleta com Síndrome de Down, várias vezes campeã mundial de atletismo; Daniele Cassioli, atleta cega, 25 vezes campeã mundial de esqui aquático; Monica Contrafatto, atleta com uma perna amputada após um ataque no Afeganistão. Com eles, também Manuela Olivieri Mennea, esposa de Pietro Mennea, figura emblemática dos valores esportivos italianos, que morreu em 2013.

Uma mensagem eloquente para os jovens

A beleza de #WeRunTogether, reside na força do que o Papa chamou de "esporte inclusivo e fraterno", capaz de construir laços e dar igual dignidade.

De fato, a iniciativa We Run Together reuniu no mesmo nível de dignidade humana e esportiva campeões famosos e outros campeões que trazem uma deficiência e que, por isso, honram o esporte. Um esporte inclusivo e fraterno, também capaz de curar feridas, construir pontes e amizade social. Esta, especialmente para os jovens, é uma mensagem eloquente. E um verdadeiro esporte, tem sempre a dimensão de amadorismo.

Athletica Vaticana, o Encontro e o livro sobre o esporte

Francisco encorajou então a Athletica Vaticana a continuar esta forma de viver o esporte, esperando que o Meeting adiado devido à pandemia possa ser realizado o mais rapidamente possível. Finalmente, a menção de "Pôr-se em jogo", o livro publicado pela LEV e que recolhe o pensamento do Papa sobre o esporte.

"Obrigado a todos pelo que fazem e por este encontro. Com a ajuda de Deus, we run together, corramos juntos em prol da fraternidade e da dignidade humana. Obrigado! (Papa Francisco)".

 

05 setembro 2020, 14:44