Vatican News
O cardeal Bassetti apresenta ao Papa o novo Missal da Conferência Episcopal Italiana O cardeal Bassetti apresenta ao Papa o novo Missal da Conferência Episcopal Italiana 

Francisco: o novo Missal da Conferência Episcopal Italiana de acordo com o Concílio

O Cardeal Bassetti e um grupo de representantes da Conferência Episcopal Italiana apresentaram ao Papa a nova edição do texto litúrgico que substituirá definitivamente o atual a partir do Domingo de Páscoa de 2021

Alessandro De Carolis – Vatican News

A nova forma de uma antiga substância que afunda sua raiz no Concílio Vaticano II. O novo Missal da CEI que o Papa recebeu na manhã de sexta-feira (28) tem antigas raízes e Francisco fez questão de evidenciar ao agradecer aos bispos que lhe entregaram. Estavam presentes o Cardeal Gualtiero Bassetti, presidente dos bispos italianos, e o grupo de trabalho que realizou a obra.

Páginas de viva tradição

"O Papa Francisco agradeceu o presente recebido, salientando a importância do trabalho realizado e a continuidade na aplicação do Concílio", segundo um comunicado da Conferência Episcopal Italiana. Que também relata as palavras do Cardeal Bassetti, para quem o livro do Missal "não é apenas um instrumento litúrgico, mas uma referência precisa e normativa que preserva a riqueza da tradição viva da Igreja" e sua nova edição se torna "uma ocasião preciosa de formação para todos os batizados".

Uma linguagem atualizada

O texto, que as paróquias poderão adotar imediatamente, mas obrigatoriamente a partir do próximo domingo de Páscoa, 4 de abril de 2021, foi aprovado "segundo as deliberações do Episcopado e recebeu - lembra a nota do CEI - a aprovação do Papa Francisco em 16 de maio de 2019. Além das variações e enriquecimentos da terceira edição típica latina, propõe outros textos opcionais de nova composição, mais sensíveis à linguagem e às situações pastorais das comunidades e amplamente já utilizados desde a segunda edição em italiano de 1983".

As novidades

Entre as inovações, já conhecidas, haverá, entre outras, a modificação do Pai Nosso (o "não nos deixeis cair em tentação" torna-se "não nos abandoneis à tentação"), enquanto que no Glória a expressão "paz na terra aos homens de boa vontade" é substituída pela expressão "paz na terra aos homens, amados pelo Senhor". O Missal é publicado pela Fundação dos Santos Religiosos Francisco de Assis e Catarina de Siena em um único formato e será distribuído pela Libreria Editrice Vaticana a partir do final de setembro.

29 agosto 2020, 08:05