Busca

Vatican News
Em Derry, mural com John Hume e Martin Luther King Em Derry, mural com John Hume e Martin Luther King  (AFP or licensors)

"Alma nobre a serviço da paz", diz Papa na mensagem lida no funeral de John Hume

As palavras do Santo Padre foram lidas durante a Missa de Exéquias do falecido estadista, celebrada nesta quarta-feira, às 11h30, na Catedral de Santo Eugênio de Derry, cidade onde nasceu Hume.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

"Uma alma nobre" cuja fé cristã "inspirou incansáveis ​​esforços para promover o diálogo, a reconciliação e a paz entre a população da Irlanda do Norte". Com estas palavras o Papa Francisco - em uma mensagem assinada pelo cardeal Secretário de Estado, Pietro Parolin - expressa suas condolências pela morte, em 3 de agosto, de John Hume, político da Irlanda do Norte e protagonista do processo de paz na região.

Em sua mensagem, o Pontífice se diz "entristecido" com a morte de Hume, vencedor do Prêmio Nobel da Paz em 1998, e manifesta sua proximidade e oração à família e envia a todos a sua bênção.

As palavras do Santo Padre foram lidas durante a Missa de Exéquias do falecido estadista, celebrada nesta quarta-feira, às 11h30, na Catedral de Santo Eugênio de Derry, cidade onde nasceu Hume. O rito foi realizado em total conformidade com as regras sanitárias para prevenir o contágio por coronavírus, com transmissão ao vivo pela televisão.

A celebração foi presidida pelo arcebispo de Armagh e primaz da Irlanda, Dom Eamon Martin, e pelo bispo local, Dom Donal McKeown, que proferiu algumas palavras introdutórias, recordando que Hume "não apenas sonhava com a paz", mas ele a colocou em prática: “A vocação de sua vida era ser um pacificador para o bem dos outros. Graças ao seu passado, podemos enfrentar o futuro", afirmou o prelado.

A homilia coube ao padre Paul Farren, administrador da Catedral de Santo Eugênio, que destacou a grande atenção e cuidado que John Hume sempre dedicou aos outros. "Ele nunca se afastou, nunca se manteve distante- disse o padre Farren -, mas sempre demonstrou compaixão, deixando-se envolver e dando dignidade a tantas pessoas".

"Hume colocou todos em primeiro lugar. Não se fixava nas diferenças e na divisão, mas na unidade e na paz". Ao longo de sua vida - concluiu o administrador da catedral - o estadista "nunca perdeu a fé na paz, único caminho".

Entre as muitas mensagens de condolências lidas durante a celebração, também a de Bono Vox (Paul Hewson), líder do grupo musical irlandês U2: “Buscávamos um gigante e encontramos um homem cuja vida tornou toda a nossa vida maior – escreveu o cantor. Estávamos procurando um mediador que entendesse que ninguém vence, se não vencem todos e que a paz é a única vitória".

Vatican News Service – IP

05 agosto 2020, 13:32