Vatican News
Distrito de Comas, periferia de Lima Distrito de Comas, periferia de Lima  (AFP or licensors)

Caritas peruana atende 200 mil famílias em um mês da campanha “Ayúdanos a Ayudar”

.

Vatican News

O arcebispo de Lima e presidente da Caritas Peru, Dom Carlos Castillo, relançou a campanha de solidariedade “Ayúdanos a ayudar”com a qual, mais de um mês após seu início, conseguiu atender 198.930 famílias vulneráveis ​​com cestas de alimentos em todo o país.

Organizada pela Conferência Episcopal Peruana por meio da Caritas del Peru, do Ministério da Defesa e  América Televisión - Canal N, a campanha destinada a atender as pessoas e famílias mais afetadas pela emergência da Covid-19 foi bem-sucedida. Segundo nota do episcopado peruano, as empresas que participaram da campanha doaram bens avaliados em cerca de 2.476. 308,22 soles (724 mil dólares).

"A avaliação da campanha é excelente", disse Dom Castillo, durante o ato do relançamento da campanha realizado na sede da Caritas Lima, oportunidade em que agradeceu às Forças Armadas pelo trabalho impecável de dedicação e generosidade e à empresa de televisão por incentivar a promoção e dar voz a "um enorme problema", como a grave situação dos setores mais pobres em meio à pandemia

O ministro da Defesa do Peru, Walter Martos, também agradeceu à população e às empresas por seu espírito de solidariedade nesses tempos de crise. "Conseguimos superar a meta que havíamos estabelecido para atingir 30.000 famílias em situação de pobreza e  pobreza extrema", afirmou o general.

O ministro também indicou que somente nesta última semana, chegou-se a uma colaboração de meio milhão de soles (cerca de 150 mil dólares) provenientes dos bolsos dos cidadãos e cerca de dois milhões de soles (mais de 540 mil dólares) de empresas privadas.

"Hoje estamos mais fortalecidos, com essa solidariedade, não somente de todos os peruanos, mas de empresas privadas", afirmou.

O representante da América Televisión, Jaime Bedoya, uniu-se aos agradecimentos aos peruanos e à empresa privada reunida na Sociedade Nacional das Indústrias. "A Caritas fez um trabalho brilhante - afirmou Bedoya-, eles têm a infraestrutura e o banco de dados para fazer uma entrega eficiente". (ATD)

25 maio 2020, 07:34