Busca

Vatican News
A renúncia e as duas nomeações foram anunciadas pela Sala de Imprensa da Santa Sé A renúncia e as duas nomeações foram anunciadas pela Sala de Imprensa da Santa Sé   (Vatican Media)

Nomeações do Papa: Guarapuava (PR) e Nova Friburgo (RJ) com novos bispos

Nesta quarta-feira (6), Francisco aceitou uma renúncia e fez duas nomeações para o Brasil. No Paraná, o Pontífice aceitou a renúncia da diocese de Guarapuava, apresentada por dom Antônio Wagner da Silva, e transferiu dom Amilton Manoel da Silva, nomeando-o como novo bispo. Já no Rio de Janeiro, o Papa fez a transferência de dom Luiz Antônio Lopes Ricci, nomeando-o novo bispo da diocese de Nova Friburgo.

Andressa Collet – Cidade do Vaticano

O Papa Francisco aceitou a renúncia ao governo pastoral da diocese de Guarapuava, no Paraná, apresentada por dom Antônio Wagner da Silva. Natural de Luz/MG, o prelado era o quarto bispo atuando na diocese desde 2003. O Pontífice então nomeou o novo bispo para Guarapuava, dom Amilton Manoel da Silva, transferindo-o da sede episcopal titular de Tusuros e de auxiliar da Arquidiocese de Curitiba.

Ouça e compartilhe

Dom Amilton Manoel era bispo auxiliar em Curitiba

Dom Amilton Manoel da Silva, novo bispo de Guarapuava/PR, nasceu em 2 de março de 1963, na cidade de Osvaldo Cruz, na diocese de Marília, em São Paulo. Completou os estudos de Filosofia na Universidade Federal do Paraná, em Curitiba (1992-1995), e de Teologia no Instituto de Teologia de São Paulo, o Itesp (1997-2000). Emitiu a Primeira Profissão como membro da Congregação da Paixão de Jesus Cristo, os Passionistas, em 18 de janeiro de 1997, e foi ordenado sacerdote em 17 de dezembro de 2000.

Dentro da Congregação, desempenhou os seguintes cargos: formador dos Postulantes, mestre dos noviços, coordenador da equipe de espiritualidade da Província do Calvário e da Família Passionista do Brasil, coordenador da equipe de formação para vários países da América, membro da secretaria de formação do Conselho Geral, vice-consultor provincial e superior provincial da Província do Calvário, com sede em São Paulo.

Além disso, no Paraná, foi assessor regional da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB Nacional), vigário paroquial nas cidades de Colombo e Ponta Grossa. Já em São Paulo, assumiu a função de pároco da Paróquia São Paulo da Cruz.

Em 7 de junho, foi nomeado bispo titular de Tusuros e auxiliar de Curitiba. A ordenação episcopal aconteceu em 19 de agosto do mesmo ano. Pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Amilton Manoel da Silva é membro da Comissão Episcopal para a Juventude e secretário da Regional Sul 2, do Estado do Paraná.

A nomeação para Nova Friburgo

Nesta quarta-feira (6), o Papa também nomeou bispo da diocese de Nova Friburgo, no Rio de Janeiro, dom Luiz Antônio Lopes Ricci, transferindo-o da sede episcopal titular de Tindari e de auxiliar de Niterói.

Dom Luiz Antônio Lopes Ricci era bispo auxiliar de Niterói

Dom Luiz Antônio Lopes Ricci, novo bispo de Nova Friburgo/RJ, nasceu em 16 de maio de 1966, em Bauru, São Paulo. Completou os estudos na cidade de Marília: o curso de Filosofia, no Seminário Provincial Sagrado Coração de Jesus (1991-1993), e de Teologia no Instituto Teológico Rainha dos Apóstolos (1994-1997). Fez especialização em Bioética (1997-1999) e conseguiu o título de Doutor em Teologia Moral na Academia Alfonsiana, em Roma, na Itália (2004-2007). Além disso, frequentou o curso de pós-PhD em Bioética no Centro Universitário São Camilo, em São Paulo (2013-2014).

Ainda no campo educacional, foi professor de Teologia Moral, Bioética e Virtudes, e diretor da Faculdade João Paulo II, a Fajopa, da Província Eclesiástica de Botucatu, com sede em Marília/SP. Possui um livro publicado pela Editora Paulus, com o título “Morte Social: Mistanásia e Bioética”.

Em 10 de julho de 1997 foi ordenado sacerdote na sua cidade natal, em Bauru. Antes de ser ordenado bispo, desempenhou os seguintes cargos no estado de São Paulo: vice-reitor e reitor do Seminário Provincial de Botucatu, com sede em Marília; administrador paroquial da Paróquia Senhor Bom Jesus, na cidade de Cabrália Paulista, e da Paróquia Santa Maria, em Piratininga; pároco da Paróquia São Cristóvão, em Bauru; assistente espiritual do Movimento Encontro de Casais com Cristo; coordenador diocesano de pastoral; vigário-geral; membro do Conselho Presbiteral e do Colégio dos Consultores.

Em 10 de maio de 2017, foi nomeado bispo titular de Tindari e auxiliar da Arquidiocese de Niterói. A ordenação episcopal aconteceu em 16 de julho do mesmo ano. Pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Luiz Antônio Lopes Ricci é membro da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé.

06 maio 2020, 12:00