Busca

Vatican News

Educação católica: o Papa exorta a promover uma cultura do encontro

“O Santo Padre os anima em sua reflexão sobre os desafios que os responsáveis pela escola católica devem enfrentar a fim de promover nela uma autêntica cultura do encontro, de modo que possa ser uma proposta de esperança e confiança para nosso tempo”, lê-se na mensagem enviada aos participantes do Congresso Interamericano de Educação Católica, em Santiago do Chile

Cidade do Vaticano

A educação católica como proposta de esperança e de confiança em nosso tempo: esse, o chamado do Papa Francisco aos participantes do XXVI Congresso Interamericano de Educação Católica, organizado pela Confederação Interamericana de Educação Católica (CIEC), de 8 a 10 de janeiro em Santiago do Chile, com o tema Liderança, comunicação e marketing.

Ouça e compartilhe!

Promover na escola católica autêntica cultura do encontro

Numa breve mensagem assinada pelo Secretário de Estado vaticano, cardeal Pietro Parolin, o Pontífice envia uma cordial saudação aos organizadores e participantes do congresso. “O Santo Padre os anima em sua reflexão sobre os desafios que os responsáveis pela escola católica devem enfrentar a fim de promover nela uma autêntica cultura do encontro, de modo que possa ser uma proposta de esperança e confiança para nosso tempo”, lê-se na missiva.

O encontro teve início com a celebração da Eucaristia, presidida pelo presidente da Conferência Episcopal do Chile (CECh), o bispo castrense dom Santiago Silva Retalames, e concelebrada, entre outros, pelo núncio apostólico no Chile, dom Alberto Ortega Martín, e pelo presidente do Setor de Educação do episcopado e bispo de Temuco, dom Héctor Vargas Bastidas.

Dimensão cristã partindo da pessoa de Jesus

Segundo a nota da Conferência episcopal, em sua homilia, dom Silva Retamales ressaltou que o referido encontro “não é qualquer congresso, é de educação católica”, portanto, os temas centrais devem ser vistos numa dimensão cristã, “a partir da pessoa de Jesus”.

“Somos discípulos e discípulas do Senhor que queremos ter uma influência na educação, não a partir de uma ideologia, não a partir de uma moral ou dogma, mas a partir de uma Pessoa que exige de nós – não somente como pessoas, mas como comunidade – um encontro com Ele”, disse dom Silva Retamales.

Na conclusão, mensagem final e celebração eucarística

Após a leitura da mensagem do Papa por parte do núncio apostólico se deu início ao congresso, no qual durante três dias participaram dezenas de professores, mestres e especialistas da América Latina em educação católica. O encontro encerra-se esta sexta-feira com a mensagem final e a celebração eucarística.

10 janeiro 2020, 14:20