Busca

Vatican News
Papa Francisco encontra delegação japonesa no aniversário da bomba atômica Papa Francisco encontra delegação japonesa no aniversário da bomba atômica 

Papa à TV japonesa: bomba atômica provocou martírio humano

"Aquilo que provocaram lançando a bomba atômica é monstruoso. Por isso quero aqui repetir uma verdade: usar a energia atômica para a guerra é imoral", afirmou Francisco em entrevista concedida à televisão japonesa.

Cidade do Vaticano

O Papa Francisco concedeu uma entrevista à televisão japonesa KTN, em vista de sua visita ao país no final de novembro. De modo especial, o Pontífice falou dos mártires cristãos e recordou o martírio humano de quem foi vítima das bombas atômicas.

“Quando leio a história dos mártires cristãos, quando leio a história dessas duas cidades [Hiroshima e Nagasaki] que sofreram o ataque atômico, sinto muita admiração pelo seu povo. (Penso) nos mártires, com esta perseverança e esta constância na fé para defender o que acreditavam e para defender suas convicções e sua liberdade cristã. Depois se poderia falar de outro martírio mais humano, isto é, a bomba atômica que o povo sofreu. Eu admiro este povo de como foi capaz de ressurgir depois desta prova infernal. Vocês são um povo capaz de ressurgir, que olha sempre para frente. E uma última coisa, aquilo que provocaram lançando a bomba atômica é monstruoso. Por isso, quero aqui repetir uma verdade: usar a energia atômica para a guerra é imoral.”

A visita ao Japão será a segunda etapa de sua 32ª viagem apostólica, que o levará também à Tailândia.

O Santo Padre estará no país de 23 a 26 de novembro, para visitar as cidades de Tóquio, Nagasaki e Hiroshima. O programa completo da viagem foi divulgado esta quarta-feira.

02 outubro 2019, 10:49