Busca

Vatican News
O Papa Francisco com Dom Marcello Semeraro, bispo de Albano O Papa Francisco com Dom Marcello Semeraro, bispo de Albano 

Francisco visita Albano neste sábado

Neste sábado, 21 de setembro, festa de São Mateus, o Papa Francisco visita a pequena cidade de Albano, nos arredores de Roma, onde presidirá a Missa com a população e rezará com os sacerdotes. A expectativa da visita nas palavras do bispo de Albano, Dom Marcello Semeraro

Stefano Leszczynski – Cidade do Vaticano

O Papa Francisco não é esperado apenas pela comunidade diocesana e cristã, mas por toda a população da pequena cidade de Albano, situada nos arredores de Roma. Dom Marcello Semeraro, bispo de Albano, descreve uma espera com grande alegria e expectativa, e se prepara para viver com o próprio clero alguns momentos de profunda espiritualidade e comunhão com o Papa Francisco.

Ouça e compartilhe!

A Missa e o encontro com o clero

O momento mais importante – explica dom Marcello – certamente é o da celebração eucarística, que por motivos de espaço será realizada na Praça Pia, ao lado da catedral de São Pancrácio. Porém, antes haverá um momento de oração reservado ao clero e a algumas pessoas que colaboram na Cúria diocesana. Será feita uma oração litânica, na qual o Papa convidará o clero a rezar pela Igreja, e eu convidarei o clero a rezar pelo Papa. Em seguida os sacerdotes irão se organizar para a procissão e o Papa vestirá os paramentos para a celebração da Missa.

Uma data significativa para o Papa

A visita do Papa Francisco – acrescenta Dom Semeraro – une o seu caráter de evento público com a dimensão pessoal que caracteriza a vocação do Papa Francisco. De fato, o dia 21 de setembro representa uma data particularmente importante para a história vocacional do Santo Padre. Sabe-se que o Papa tem escrito na faixa do seu brasão uma frase de São Beda que comenta a vocação de Mateus: Miserando atque eligendo. O seu chamado aconteceu no dia de São Mateus e este é o ponto de partida do convite dirigido ao Santo Padre, mas há também um outro aspecto. Foi também no dia 21 de setembro (de 2008) que Albano recebeu a visita do Papa Bento XVI, que celebrou na Catedral e dedicou o novo altar maior que tinha sido restaurado e na ocasião inaugurou também a cátedra episcopal. Por isso o dia 21 de setembro tornou-se uma data simbólica para celebrar o aniversário da dedicação da catedral, que para nós como igreja de Albano é também o início oficial de um novo ano pastoral, pedindo a ajuda do Senhor que o Papa invocará com a sua bênção.

Uma surpresa para o Papa preparada pela Prefeitura e pela Diocese

A Igreja de Albano e a Prefeitura da cidade – revela Dom Semeraro – colaboraram para a realização de um mural, pintado em uma parede colocada à disposição da Diocese. Trata-se de uma obra do artista Mauro Pallotta, centralizada no tema da Encíclica Laudato si’. A obra será apresentada ao Papa pelo Prefeito de Albano, Nicola Marini.

Veja o vídeo em italiano

A atenção de Albano pelos temas do meio ambiente

A Diocese de Albano – explica o bispo – é muito diversificada sob o perfil territorial. Há uma parte mais antiga, próxima dos Castelli Romani, com o lago de Albano e muitas outras realidades artisticamente relevantes, depois tem a zona central, que é a industrial e que se desenvolveu muito depois da II Guerra Mundial; enfim há a zona litorânea, que no verão tem a sua população triplicada. Ao lado das belezas naturais, há também todos os problemas relativos à degradação ambiental, que preocupa muito a população. Portanto a mensagem do cuidado da Criação é muito importante para todos nós, mesmo porque a ecologia humana integral da qual o Papa fala, nos leva ao tema da integralidade e portanto também da beleza harmônica total.

 

19 setembro 2019, 10:34