Cerca

Vatican News
Meeting de Rimini está completando 40 anos Meeting de Rimini está completando 40 anos 

A saudação do Papa aos participantes do "Meeting de Rimini"

Os votos do Pontífice estão contidos na mensagem escrita pelo secretário de Estado, Card. Pietro Parolin, endereçada ao bispo de Rimini, Dom Francesco Lambiasi.

Bianca Fraccalvieri - Cidade do Vaticano

“Fixar os rostos” para fazer experiência da própria inconfundível identidade: esses são os votos do Papa Francisco aos participantes do tradicional “Meetting de Rimini”, que se realiza na cidade italiana há 40 anos.

O tema deste ano é “Nasceu o seu nome a partir daquilo que fixava”, extraído de uma poesia de São João Paulo II em referência a Verônica, que abre espaço no meio da multidão para enxugar o rosto de Cristo no caminho da cruz.

Fixar o olhar no rosto de Cristo

Os votos do Pontífice estão contidos na mensagem escrita pelo secretário de Estado, Card. Pietro Parolin, endereçada ao bispo de Rimini, Dom Francesco Lambiasi.

Inspirado pelo tema do encontro, o secretário de Estado recorda que a verdade que a Igreja anuncia ao mundo há dois mil anos é que Cristo deu a sua vida por nós para afirmar o nosso rosto único e irrepetível.

“Os esquecidos necessitam urgentemente ver o rosto do Senhor para poder reencontrar a si mesmos!”, escreve o Card. Parolin. Num mundo onde o homem vive na insegurança, estranho a si mesmo, o segredo da vida e para sair do anonimato é “fixar o olhar no rosto de Jesus e adquirir familiaridade com Ele”.

“Olhar Jesus purifica a vista e nos prepara a olhar tudo com novos olhos. Encontrando Jesus, olhando o Filho do homem, os pobres e os simples reencontram a si mesmos.”

O milagre dos milagres

O secretário de Estado prossegue recordando que é isto que torna o cristão uma presença diferente de todas as outras, porque leva o anúncio Daquele que é a esperança da vida.

“Este é o milagre dos milagres. Esta é a origem da alegria profunda que nada e ninguém pode nos tirar: o nosso nome está escrito nos céus, e não por nossos méritos, mas por um dom que cada um de nós recebeu com o Batismo.”

Por fim, o Card. Parolin refere os votos do Papa Francisco, de que o Meeting seja sempre um “lugar hospitaleiro”, em que as pessoas possam “fixar os rostos”, fazendo experiência da própria inconfundível identidade.

“Este é o modo mais belo para festejar este aniversário, olhando para frente sem nostalgias ou medos, sempre amparados pela presença de Jesus”, conclui o secretário de Estado.

Rimini, capital da cultura

O “Meeting de Rimini” é um evento tradicional do verão italiano. Na última semana de agosto, a cidade se torna a capital da cultura internacional, onde protagonistas da política, da economia, da religião, intelectuais, esportistas e artistas se reúnem para encontros, debates, mostras e espetáculos. As suas origens estão no Movimento Comunhão e Libertação, fundado pelo sacerdote Luigi Giussani. 

17 agosto 2019, 13:30