Busca

Vatican News
O Papa "nos convida a refletir sobre a necessidade de retribuir à rede seu significado mais belo: o de ser um espaço de diálogo, conhecimento, relacionamento, de compartilhamento", diz Ruffini. O Papa "nos convida a refletir sobre a necessidade de retribuir à rede seu significado mais belo: o de ser um espaço de diálogo, conhecimento, relacionamento, de compartilhamento", diz Ruffini.  (AFP or licensors)

Chamados a manifestar comunhão também nas redes sociais, diz Papa em tweet

"Como cristãos somos chamados a manifestar, também nas redes, a comunhão que marca a nossa identidade de crentes, abrindo o caminho ao diálogo, ao encontro, ao sorriso”, foi a mensagem deixada pelo Papa Francisco em sua conta twitter @Pontifex_pt.

Michele Raviart – Città del Vaticano

A Internet como potencializadora das relações entre as pessoas e não como um agregado de indivíduos "que se reconhecem em torno de interesses ou temas caracterizados por laços tênues", combate às "fake news" e defesa das pessoas mais vulneráveis ​​aos riscos da rede, mas também a valorização de uma comunidade na qual "todos somos membros uns dos outros".

Estes são alguns dos temas da mensagem do Papa Francisco, divulgada em janeiro último, por ocasião do 53º Dia Mundial das Comunicações Sociais, celebrado neste domingo, 2 de junho.

Um chamado à responsabilidade de todos

 

"Creio que a mensagem do Santo Padre" – disse o prefeito do Dicastério para a Comunicação, Paolo Ruffini, à margem da conferência organizada pela Arquidiocese de Florença para a recorrência - "nos convida a refletir sobre a necessidade de retribuir à rede seu significado mais belo: o de ser um espaço de diálogo, conhecimento, relacionamento, de compartilhamento. É um chamado à responsabilidade de todos, é um desafio à nossa capacidade de sermos membros uns dos outros, quer na dimensão corporal como na dimensão digital. Esse mundo e o mundo não são coisas diferentes”.

02 junho 2019, 15:44