Cerca

Vatican News

Papa: a patinação é um esporte inclusivo, capaz de superar as barreiras sociais

"O esporte é sempre pensado para estar a serviço da humanidade”, disse Francisco.

Mariangela Jaguraba - Cidade do Vaticano

O Papa Francisco recebeu em audiência, nesta quinta-feira (13/06), na Sala dos Papas, no Vaticano, trinta e dois membros da Federação Internacional de Patinação.

Depois de dar as boas-vindas aos presentes, o Pontífice ressaltou que o objetivo da federação “não é apenas o de promover a patinação no gelo no mundo inteiro, mas fazer com que um número cada vez maior de pessoas experimente a beleza desse esporte”.

Ouça a reportagem

“De fato, todos os esportes são causa e expressão de alegria: «A felicidade de se mover, a alegria de estar juntos, o júbilo pela vida e pelas dádivas que o Criador concede todos os dias»”, disse o Papa, citando um trecho de sua Exortação apostólica pós-sinodal “Christus vivit”.

Segundo Francisco, isso “é verdade também para quem faz patinação. Oferece uma experiência estimulante de vida e liberdade de movimento, junto com um treinamento de disciplina, trabalho em equipe e busca da excelência pessoal”.

“ Tradicionalmente, a patinação é um esporte inclusivo, capaz de superar as barreiras sociais e aberto a pessoas de todas as idades. ”

"Gostaria de encorajar seus esforços para garantir que a alegria de patinar também possa marcar eventos altamente competitivos.”

O Papa convidou a Federação Internacional de Patinação a se esforçar a fim de introduzir cada vez mais os jovens no esporte, e que através da competição eles possam “amadurecer como membros ativos da sociedade como um todo”.

“Os valores do respeito, coragem, altruísmo, equilíbrio e domínio de si, aprendidos no esporte, são uma preparação preciosa para o sucesso na corrida da vida. O esporte é sempre pensado para estar a serviço da humanidade”, concluiu Francisco.

13 junho 2019, 13:02