Cerca

Vatican News

A Letônia, Lituânia e Estônia que o Papa irá encontrar

Letônia, Lituânia e Estônia, países com contrastes entre si, mas que tem em comum uma história no século XX marcada por perseguições, ocupações, deportações.

Cidade do Vaticano

Ao concluir a  25ª Viagem Apostólica internacional de seu Pontificado em 25 de setembro – à Letônia, Lituânia e Estônia - o Papa Francisco terá visitado 39 países.

Coincidentemente, nestes mesmos dias da viagem, há 25 anos, João Paulo II visitava estes três mesmo países bálticos, que guardam semelhanças mas profundas diferenças entre si, apesar da proximidade e tamanho.

Na Lituânia, 78% dos habitantes declaram-se católicos, enquanto na Letônia 60% são luteranos e na Estônia 75% declaram-se sem religião.

O Papa Francisco, entre homilias e discursos, fará 15 pronunciamentos de 22 a 25 de setembro. Perseguição, ocupação, deportação deverão ser temas constantes, nestes países que sofreram com o comunismo da ex-União Soviética (URSS) e com a ocupação nazista durante a II Guerra Mundial.

Vilnius, a capital da Lituânia, com seus 600 mil habitantes, será a “base” de onde se deslocará o Papa Francisco para os dois países vizinhos em helicóptero. O funcionário do Vaticano escolhido para acompanhar o Pontífice nesta viagem foi o cozinheiro da Gendarmaria.

Mas vamos a alguns dados (de 2016) dos três países a serem visitados.

Lituânia

 

A Lituânia tem uma área de 65.200km², 3 milhões 243 mil habitantes (50 hab/km²) dos quais 2 milhões 590 mil se declaram católicos, ou seja, 79,9/100 habitantes.

As Circunscrições Eclesiásticas são 8, com 712 paróquias e 227 centros pastorais.

Em 31/07/2018 o país tinha 17 bispos e 809 sacerdotes, sendo 708 diocesanos e 101 religiosos. Os diáconos permanentes são 3, os religiosos não sacerdotes 20, as religiosas professas 557, os membros de Institutos Seculares 11, os catequistas 930.

O país tem 2 seminaristas menores e 44 seminaristas maiores.

As escolas maternas e primárias de propriedade e/ou dirigidas por eclesiásticos ou religiosos são 135, as médias-inferiores e secundárias 331 e as superiores e universidades 9.

Os estudantes das escolas maternas e primárias são 21.570, das escolas médias-inferiores e secundárias 84.321 e dos institutos superiores e universidades 8.807.

Os centros caritativos e sociais de propriedade e/ou dirigidos por eclesiásticos ou religiosos:

Hospitais 3, asilos para idosos, inválidos e pessoas com necessidades especiais 26, orfanatrófios e jardins da infância 29, consultórios familiares 48, centros especializados de educação ou reeducação social 4, outras instituições 88.

Letônia

 

A Letônia tem uma área de 64.600km², 1 milhão 980 mil habitantes (31 hab/km²) dos quais 413 mil se declaram católicos, ou seja, 20,9/100 habitantes.

As Circunscrições Eclesiásticas são 4, com 263 paróquias e 22 centros pastorais.

Em 31/07/2018 o país tinha 8 bispos e 166 sacerdotes, sendo 138 diocesanos e 28 religiosos. O país tem 1 diácono permanentes e 99 religiosas professas. Os membros de Institutos Seculares são 12, os missionários leigos 64 e os catequistas 270. O país tem 12 seminaristas maiores.

As escolas maternas e primárias de propriedade e/ou dirigidas por eclesiásticos ou religiosos são 6, as médias-inferiores e secundárias 3. Há 1 escola superior de propriedade da Igreja.

Os estudantes das escolas maternas e primárias são 532, das escolas médias-inferiores e secundárias 96 e dos institutos superiores e universidades 53.

Os centros caritativos e sociais de propriedade e/ou dirigidos por eclesiásticos ou religiosos correpondem a 1 casa para idosos, inválidos e pessoas com necessidades especiais, 2 consultórios familiares e 2 centros especializados de educação ou reeducação social.

Estônia

 

A Estônia tem uma área de 45.100km², 1 milhão 316 mil habitantes (29 hab/km²) dos quais seis mil se declaram católicos, ou seja, 0,5/100 habitantes.

Há uma Circunscrições Eclesiásticas, 9 paróquias e 6 centros pastorais no país.

Em 31/07/2018 o país tinha 1 bispo e 17 sacerdotes, sendo 15 diocesanos e 2 religiosos. O país não tem diáconos permanentes e nem religiosos não sacerdotes. As religiosas professas são 30, os missionários leigos 12 e os catequistas 5. O país tem 7 seminaristas maiores.

As escolas maternas e primárias de propriedade e/ou dirigidas por eclesiásticos ou religiosos são 3, com 517 estudantes.

No país não há nenhum centro caritativo e social de propriedade e/ou dirigido por eclesiásticos ou religiosos.

20 setembro 2018, 11:15