Cerca

Vatican News
Papa Francesco Viaggio apostolico Messico 2016 Papa Francisco no México em 2016  (Vatican Media)

Francisco: “Um Papa muito geopolítico”

Foi apresentada em Roma a edição especial da revista “Limes” inteiramente dedicada à situação atual da Igreja do Papa Francisco.

Cidade do Vaticano

O diretor da revista “Limes”, Luccio Caracciolo, definiu Papa Francisco como “um Papa muito geopolítico” e “anti-esquemático”, durante a apresentação de uma edição especial dedicada ao Pontífice pela revista italiana especializada em geopolítica. Na ocasião também estava presente Padre Antonio Spadaro, diretor da “Civiltà Cattolica”, revista fundada em 1850 por um grupo de jesuítas.

“Limes dedicou um número especial ao Papa e aos seus 5 anos de pontificado, é muito importante – sublinhou Spadaro – que o mundo cultural reflita sobre este papado, contribuindo com opiniões diferentes”.

Edição especial

A edição especial da revista, intitulada “Francisco e o estado da Igreja”, é dedicada à geopolítica da Santa Sé e concentra-se nas perspectivas geopolíticas e na situação atual da Igreja do Papa Francisco. Mas não é uma avaliação do pontificado do Papa, e sim uma análise sobre sua importância geopolítica. “Não quisemos nos aprofundar na personalidade de Francisco, que livrou o discurso sobre a Igreja de tabus e incrustações, mas sobre a sua situação histórica”, explicou Caracciolo durante a apresentação.

As viagens do Papa

A dimensão geopolítica da Igreja é muito clara: o Papa quer tocar nas feridas abertas ao redor do mundo, e faz isso com suas viagens. O Papa – destacou padre Spadaro – quer estar presente nos lugares difíceis, onde as feridas são maiores, como o México ou a África”.

As temáticas

Os temas tratados são vários. Entre estes recordamos do primeiro ato do governo do Papa, ou seja, o de se transferir para a Casa Santa Marta, as estratégias adotadas por Francisco no governo da Cúria vaticana, passando pela análise da sua figura, considerada a mais popular do mundo.

A popularidade do Pontífice

Papa Francisco é a figura pública mais popular no mundo. Cerca de 54% dos entrevistados – segundo a revista Limes – é “muito favorável” à sua figura. “O Papa – conclui padre Spadaro – representa uma figura de alto valor moral, pois consegue falar diretamente ao coração de todos. Por isso sua presença é importante”.

26 julho 2018, 13:16